Resultados 1 a 3 de 3
  1. #1
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,045

    Google ameaça excluir aplicativos que não usam o Wallet de sua loja

    Empresa faz pressão para uso do serviço de pagamento na Android Market, agora Google Play

    Reuters
    Publicado: 9/03/12 - 11h10
    Atualizado: 9/03/12 - 12h52





    SÃO FRANCISCO - A Google vem pressionando os programadores de aplicativos e jogos para Android a utilizar seu próprio serviço de pagamentos, o Google Wallet, como parte de seus esforços para emular o sucesso financeiro da plataforma da Apple. A carteira digital da companhia acarreta custo mais alto para os desenvolvedores, que permanecem resistentes a mudanças mas se veem obrigados a migrar.

    Segundo programadores, executivos e investidores dos setores de jogos móveis e pagamentos online, a companhia informou a diversos criadores de aplicativos, nos últimos meses, de que se continuassem a utilizar outros métodos de pagamento - tais como PayPal, Zong e Boku -, seus softwares seriam removidos do Android Market, agora conhecido com Google Play.

    Os programadores dizem que a gigante das buscas está tentando simplificar os pagamentos feitos por consumidores, esperando que isso resulte em aumento das vendas de aplicativos, compensando assim os custos mais elevados em comissões. O serviço de pagamentos da Google cobra taxas mais altas por transação do que alguns de seus rivais.

    Mas a decisão também sugere que a Google está utilizando sua posição de força no mercado no setor de aplicativos móveis para promover o uso de seu próprio serviço de pagamento online.

    - Ainda que a decisão da Google possa parecer arbitrária, ela reduz a fricção nas compras de aplicativos Android e portanto confere mais valor aos usuários - disse Hugo Troche, presidente-executivo da Appsperse, uma rede de promoção cruzada de aplicativos.

    Um porta-voz da Google não quis comentar o assunto na quinta-feira.

    A Android Market, ou Google Play como agora é conhecida a loja da companhia, é a resposta da empresa às lojas da Apple (App Store, Mac Store e iTunes) em que os consumidores procuram e compram ou baixam gratuitamente toda forma de conteúdo, de música e jogos a aplicativos e programas. A Google quer que o Google Wallet se torne o meio dominante de pagamentos em sua plataforma, unificando todo o processo.

    Em e-mail enviado a um criador de aplicativos em agosto, a Google disse que ele tinha 30 dias para se adaptar a nova norma ou seus aplicativos seriam "suspensos" da Android Market. A Reuters informa que obteve uma cópia do e-mail nesta semana.

    - Eles informaram aos programadores que, caso utilizassem outros serviços de pagamento, estariam violando os termos de uso - disse Si Shen, fundadora e presidente-executiva da Papaya, uma rede de jogos sociais para a plataforma Android.

    - Quer isso seja certo ou errado, temos de seguir as regras - afirmou.


    Google amea

  2. #2
    Quero ser Guru
    Data de Ingresso
    Aug 2011
    Localização
    Taquara / RS
    Posts
    47
    Don't be evil, euheuheuhe.

  3. #3
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,045
    Isso aí tem muito mais significado e consequencias do que aparenta.

    O significado visivel é que o Google está tentando diversificar a fonte de receitas usando força-bruta. Comparado com Microsoft e Apple, o Google só tem uma fonte de rendimento. Hoje a receita do Google com anúncios representa 96.1% do faturamento total. Há 4 anos representava 98.6%

    Mas o buraco pode ser bem mais embaixo. Primeiro, porque você precisa fornecer pelo menos alguns dados reais para se cadastrar no sistema de pagamentos para realizar as compras, o que irá melhorar a qualidade e quantidade de informações que o Google tem sobre você, assim como os produtos que você compra, quanto costuma gastar, frequencia das compras, etc, ainda sendo possivel associar o celular/iPad a esse cadastro e registrar os seus interesses navegando na Internet. Mas não fica só nisso. O Yahoo está publicando o resultado de um estudo mostrando que click e conversão são animais diferentes. As pesquisas estão se voltando para exibir anúncios que obtém maior taxa de conversão, e não maior número de clicks, e cobrar dos anunciantes um bom dinheiro para cada conversão (e pagar aos afiliados que exibem os anúncios um trocado pelos clicks). O problema é como comprovar que existe uma comissão a ser paga se a conversão somente pode ser atestada pelo anunciante (esse problema sempre existiu em anúncios com pagamento por performance). Aí entraria o sistema de pagamentos. O Google teria a comprovação da compra porque ele próprio processou o pagamento. Como isso vai evoluir para incluir o PayPal e Cia não se comenta. Por enquanto são estudos mas a evolução parece ser essa: pagamento por impressão, pagamento por click, pagamento por click e conversão (o veiculo só receberia o click. A parte do leão ficaria para os leões ).
    Última edição por 5ms; 13-03-2012 às 19:15.

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •