Resultados 1 a 8 de 8
  1. #1
    Super Moderador
    Data de Ingresso
    Sep 2010
    Localização
    Procurando...
    Posts
    4,106

    AOL desliga 10 mil servidores e economiza US$ 5 milhões

    A provedora de Internet AOL tirou quase 10 mil servidores de funcionamento e poupou 5 milhões de dólares durante um concurso que destaca o custo de equipamentos de TI com baixo nível de uso ou consumo ineficiente.

    Desligar apenas um servidor 1U (unidade) pode poupar 500 dólares por ano em gastos com energia elétrica, outros 500 dólares em licenças de sistemas operacionais e mais 1,5 mil dólares com custo de manutenção de hardware, de acordo com o Uptime Institute, grupo industrial que organizou a competição chamada Server Roundup Contest.

    A companhias participantes puderam mover seus workloads para novos equipamentos virtualizados ou para a nuvem. Eles precisaram fornecer a documentação para comprovar as mudanças que haviam feito, como ordens de serviço e recibos de reciclagem, assim como fotografias das empresas.

    No total, a AOL desligou 9.484 servidores no ano passado, ou cerca de um quarto de seus equipamentos em todo o mundo, afirmou o instituto. Dos 5 milhões de dólares poupados pela empresa, 1,65 milhão de dólares corresponde ao consumo de energia; 2,2 milhões de dólares são referentes ao valor das licenças de sistemas; e 62 mil dólares eram relacionados aos custos de manutenção. A companhia também ganhou 1,2 milhão de dólares com a revenda e reciclagem dos aparelhos, e reduziu a emissão de carbono em 20 milhões de toneladas.

    A AOL venceu com larga vantagem as outras cinco competidoras do concurso. A empresa que chegou mais perto foi a NBCUniversal, que removeu 284 servidores e ficou com a segunda posição. A AOL pode ter aproveitado o fato de que está em meio a um esforço para se reinventar, passando de uma provedora de Internet para uma companhia de publicidade.

    Muitos dos servidores substituídos rodavam aplicações e propriedades web que tinham “expirado sua vida útil”, segundo a empresa informou em um vídeo criado para celebrar sua vitória.

    link: AOL desliga 10 mil servidores e economiza US$ 5 milh
    Siga-nos em nosso twitter: @wht_brasil

  2. #2
    Moderador
    Data de Ingresso
    Oct 2010
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    2,679
    Caceta, 500 dolares/ano por servidor 1U? Que monstro velho sugador de energia eles usavam?
    E tudo Windows (a julgar pelas licenças de software)?

  3. #3
    {topmember}
    Data de Ingresso
    Nov 2010
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    596
    Concurso de que ? Ser a primeira a falir ?

  4. #4
    Membro
    Data de Ingresso
    Feb 2011
    Localização
    BH - MG
    Posts
    25
    Provavelmente deviam ser servidores da época da AOL Brasil (Exemplo) que estavam ativos com aplicações rodando.

    Lembre-se que ate há pouco tempo, a página do AOLMail brasileiro ainda funcionava, e migrar isso tudo deve ter dado um trabalho do cão...



    Citação Postado originalmente por cresci Ver Post
    Caceta, 500 dolares/ano por servidor 1U? Que monstro velho sugador de energia eles usavam?
    E tudo Windows (a julgar pelas licenças de software)?

  5. #5
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,049
    No passado, a AOL Latin America pertencia ao grupo venezuelano Cisneros, que detinha o direito de uso da marca -- a operação era independente da AOL americana.

    BTW A AOL/Cisneros fracassou no Brasil porque o negócio dependia fortemente de débito automático em cartão de crédito, o que relativamente poucos brasileiros possuiam na época. Engessada, recorreu ao boleto bancário para tentar crescer mas o pessoal contratava porém não pagava os boletos.
    Última edição por 5ms; 07-04-2012 às 20:28.

  6. #6
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,049
    Nº edição: 394 | 30.MAR.05 - 10:00 | Atualizado em 08.03 - 10:24
    AOL desiste do Brasil

    Empresa diz que não tem mais dinheiro para continuar operação no País e coloca portal à venda

    Por manoel fernandes

    Vou liderar no Brasil”, disse Steve Case, o fundador da América Online, em outubro de 1999. Cinco anos depois e um prejuízo acumulado de US$ 660 milhões -- US$ 200 milhões de passivo, US$ 300 milhões de investimentos e US$ 160 milhões de dívidas diretas com o grupo Time Warner -- a frase do ex-golden boy da internet ganha seu lugar na história como uma das previsões mais desastrosas já feitas por um executivo. A empresa que ele fundou em 1985 e se converteu no maior provedor de internet do mundo nunca teve qualquer relevância no Brasil.

    Ocupa hoje as últimas colocações na audiência entre os internautas, tem menos de 200 mil clientes no País e desistiu do Brasil. Na terça-feira da semana passada, a AOL América Latina comunicou às autoridades americanas que regulam o mercado de ações que procura um comprador para a operação, incluindo a subsidiária brasileira que responde por 70% do negócio. Dinheiro no caixa da AOL só até setembro e os sócios -- Time Warner, AOL americana, o grupo venezuelano Cisneros e o banco Itaú -- não pretendem colocar um único tostão adicional.

    A AOL está de joelhos em função dos seus próprios erros, que começaram em novembro de 1999 na estréia no País. Na época, a empresa distribuiu milhares de CDs com o software que os clientes usariam para conectar seus computadores à internet. Uma parte substantiva desses CDs estava com problemas e arranhou a imagem da companhia logo na largada. Em seguida, o provedor vendeu 12% do negócio para o banco Itaú, que assumiu o compromisso de transferir parte de seus clientes para o mundo AOL. A joint-venture não funcionou como se imaginava. Tempos depois, o Itaú forçou a revisão do contrato e se livrou da obrigação de arranjar assinantes. Em 2001, cerca de US$ 20 milhões foram gastos sem retorno visível no patrocínio do Rock in Rio. Desde 1999, a AOL Brasil teve cinco presidentes. O atual Milton Camargo assumiu em 2003 e tentou uma virada na direção do lucro. Teve algum êxito no último ano, mas não evitou o pior.

    Desde a metade do ano passado, os sócios da AOL buscavam comprador. A primeira tentativa foi a operadora Telemar, na época planejando sair do iG e montar a sua própria operação de internet. As conversas andaram bem até o momento da oferta. O grupo Cisneros achou o valor baixo e pediu um pouco mais. A Telemar desistiu. Em seguida, a Embratel e a Telefônica foram procuradas. A Telefônica, dona da maior companhia de internet do país, o Terra, olhou os números e se assustou. A base de clientes estava comprometida pelo alto número de assinantes promocionais e o fato de quase 90% ainda acessarem a rede através da linha telefônica. “O mundo de hoje é banda larga e eles ficaram para trás”, diz um dos envolvidos nessa negociação. Mesmo assim, a Telefônica fez as contas e estimou em menos de US$ 10 milhões o valor da AOL Brasil. A conversa esfriou. O último contato foi com a Brasil Telecom. As negociações se arrastavam desde o final do ano e incluíram reuniões nos Estados Unidos e em São Paulo. “Percebemos que a AOL mundial não daria as garantias necessárias para a compra”, afirma um dos participantes desses encontros. É difícil avaliar quanto custaria hoje a AOL Brasil. Na Nasdaq, onde a empresa abriu capital em 2000, o valor de mercado global da companhia está em US$ 63 milhões – e ninguém vai pôr a mão no bolso para pagar essa quantia. O certo é que Steve Case, hoje um plantador de abacaxis no Havaí (leia matéria página 46), teve no Brasil uma das maiores derrotas empresariais da sua feliz biografia.
    AOL desiste do Brasil - ISTO

  7. #7
    Louco pelo WHT Brasil
    Data de Ingresso
    Mar 2012
    Posts
    163
    Uso computadores desde 2002 e nunca acessei o site da AOL.
    Se eu não estou errado, a AOL e UOL cresceram na mesma epoca certo?

  8. #8
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,049
    Citação Postado originalmente por keerneel Ver Post
    Uso computadores desde 2002 e nunca acessei o site da AOL.
    Se eu não estou errado, a AOL e UOL cresceram na mesma epoca certo?
    Não. A AOL foi precursora e UOL, com essa marca "originalissima" e enganosa, foi usurpadora.

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •