Empresas estão lutando para garantir que seus data centers estejam em linha com a demanda dos negócios, indica a consultoria IDC. Chris Ingle, vice-presidente associado da IDC, aponta que enquanto as empresas estão em uma "corrida para tornar os data centers on-line, ainda há mais demanda do que fornecedores". Parte desse cenário, diz, foi causado pelo crescimento da computação em nuvem.

"Reduzir a demanda envolve basicamente diminuir projetos", observa. Segundo ele, enquanto muitos data centers podem levar até 18 meses para se estabelecer e entrarem em operação, “os containers são uma maneira mais rápida de fazer isso", assinala.

Além disso, Ingle aconselha que empresas considerem o uso de capacidade externa com mais frequência. "Colocation e projetos de hospedagem na nuvem pública são alternativas de abastecimento, que fazem sentido para algumas organizações”, diz.

Outras companhias, prossegue, buscam como alternativa o melhor uso dos recursos existentes. "Normalmente, o aumento de virtualização e a consolidação dos sistemas é algo mais efetivo e imediato, embora muitas empresas já estejam bem avançadas nesse aspecto. Novas soluções de refrigeração e monitoramento podem ajudar a reduzir a demanda de energia."

link: Data centers est