A partir desta quarta-feira, 06/06, a nova versão do protocolo Internet está ativo comercialmente e passa a fazer parte do dia-a-dia das empresas. E diversas empresas já estão comprometidas com a nova versão, entre elas, Google, Facebook e Yahoo, provedores de acesso, como Comcast e AT&T, dos Estados Unidos, Free, da França, e fabricantes de equipamentos de redes, como Cisco e D-Link.

No Brasil, o NIC.br coordenou de 06 a 12 de fevereiro, durante a Campus Party Brasil, um teste com as empresas. Participaram do evento 196 sítios Web, 21 provedores de acesso, e nove datacenters e provedores de hospedagem, incluindo Globo.com, Terra, UOL, iG, Tecla, Kinghost, entre outros, ativaram o IPv6 num grande teste regional. Como no World IPv6 Day, o teste também foi bem sucedido e muitos provedores decidiram manter o IPv6 ativo. Foi o caso, por exemplo, do Terra, do UOL, e da Globo (com o blog Techtudo).

Para disseminar a importância do IPv6, a Sociedade da Internet no Brasil, entidade que representa a Internet Society no país, promoverá uma série de palestras para disseminar a importância do novo protocolo da Internet. “Já temos eventos confirmados em São Paulo, Salvador, Fortaleza e Jundiaí. As atividades não se encerram nesse dia, os materiais sobre a disseminação do IPv6 continuarão disponíveis para que outros eventos sejam organizados nos próximos meses”, informa Carlos Afonso, presidente da entidade. Mais informações sobre a iniciativa e os locais das palestras podem ser obtidas em: World IPv6 Launch e Escrit.

O coordenador da iniciativa IPv6.br, do NIC.br, Antonio Moreiras, adverte que o lançamento mundial do IPV6 nesta quarta-feira, 06, é um marco. "Os que ainda não começaram a implantar o IPv6, devem fazê-lo agora; caso contrário, correm o risco de verem-se, paulatinamente, isolados do restante da Internet”, afirma. O NIC.br recomenda ainda que todos os sítios Internet brasileiros, incluindo sítios de comércio eletrônico, bancos, governo, institucionais, blogs, além de servidores de correio eletrônico e outros serviços visíveis na Internet, tenham o IPv6 ativado até janeiro de 2013. O NIC.br também disponibiliza uma série de materiais didáticos, ferramentas e treinamentos gratuitos para facilitar a implantação do IPv6. Para saber mais acesse IPv6.br | Portal sobre IPv6 do NIC.br.

Oficialmente, a partir das 21h01 desta quarta-feira,06/06, (horário de Brasília), o número mundial de IPs vai crescer números robustos: atualmente são 4 bilhões de IPs (cada um diz respeito ao lugar ocupado por um dispositivo conectado na grande rede), que devem se expandir para milhões de milhões. A Cisco, projeta que, em 2016, 8 bilhões de dispositivos fixos e móveis terão capacidade para suportar o IPv6 - um crescimento de 7 bilhões de pessoas em relação a 2011. Ainda no ano de 2016, 45% da população mundial deverá estar conectada à internet, quadruplicando o tamanho atual da rede global. Isso representará mais de um bilhão de GB por ano (1,3 zetabytes).

O sistema utilizado até agora pela Internet, o IPv4 (versão 4 do protocolo), criado nos anos 70, oficialmente, foi considerado esgotado em 3 de fevereiro de 2011, quando a Icann (a instituição global que outorga esses endereços) informou que havia concedido os últimos cinco lotes da reserva de endereços IP com que contava para identificar os dispositivos na rede. O IPV6 não substituirá, no entanto, o IPV4. Os dois protocolos vão conviver até que a transição seja efetivada. Especialistas acreditam que esse processo ainda levará alguns anos.

link: Convergncia Digital - Internet - "Quem no usar IPv.6 ficar isolado da Internet", adverte NIC.br