Os gastos mundiais com tecnologia da informação (TI) vão atingir a marca de US$ 3,6 trilhões em 2012, um crescimento de 3% se comparado a 2011, segundo nova projeção do Gartner.

A empresa de pesquisas revisou sua previsão anterior, de US$ 3,5 trilhões. Apesar de ressaltar a manutenção do ambiente de cautela nos gastos com TI, em virtude do cenário instável da economia global, o Gartner aponta alguns segmentos como boas alternativas para os fornecedores do setor.

O principal deles são os serviços de computação em nuvem baseados no modelo de nuvem pública, no qual a infraestrutura de tecnologia instalada no provedor de serviços pode ser compartilhada por diversos clientes.

Segundo o Gartner, a expectativa é que os gastos globais com serviços de nuvem pública atinjam US$ 109 bilhões em 2012, ante US$ 91 bilhões no ano passado. Até 2016, a previsão é que essa vertente movimente US$ 207 bilhões.

Em relação aos serviços de TI como um todo, o Gartner prevê uma receita de US$ 864 bilhões em 2012, o que representaria um crescimento de 2,3% se comparado ao ano passado.
Os investimentos em serviços de telecom, por sua vez, continuarão a liderar os aportes no segmento, com perspectiva de alcançar 1,6 trilhão nesse ano.

link: Setor de tecnologia da informa