http://www.nic.br/imprensa/releases/2012/rl-2012-31.htm

São Paulo, 1º de agosto de 2012

CGI.br anuncia três milhões de domínios “.br” registrados

Versão .pdf
Marca foi alcançada dois anos depois do segundo milhão

O Registro.br, departamento do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), celebra a marca de três milhões de domínios registrados na Internet sob o “.br”, marca alcançada em 31 de julho de 2012.

Para Frederico Neves, diretor de serviços do NIC.br, o número é significativo: “somente sete domínios mundiais para código de país (ccTLDs, country-code Top Level Domain) têm mais domínios do que o “.br”. Essa é uma prova de que o “.br” continua sendo a preferência dos brasileiros, fazendo com que o registro brasileiro cresça de maneira estável e contínua”. Demi Getschko, diretor-presidente do NIC.br, salienta que “o retorno para a sociedade, tanto através de novos projetos definidos pelo CGI.br, quanto dos projetos já mantidos pelo NIC.br, tem sido cada vez maior”.

Contribuíram para a credibilidade do .br e também para ultrapassar a marca uma série de novas aplicações, como:

Implementação de DNSSEC em todo o “.br”;
Criação de Domínios de Primeiro Nível (DPNs) específicos, dedicados a serviços que requerem maior segurança e proteção, como
b.br, para bancos;
jus.br, para o Judiciário;
leg.br, para o Legislativo;
Lançamento dos DPNs .emp.br e .eco.br;
Inclusão do serviço gratuito optativo de DNS, com DNSSEC;
Possibilidade de pagamento de registro de domínios por cartão de crédito;
Instalação e início de operação de novas cópias de servidores raiz da Internet, com o objetivo de aumentar a velocidade de acesso ao DNS no Brasil a partir do exterior e vice versa.


O valor de R$ 30 cobrado pelo NIC.br é investido também em outros serviços e projetos continuados, dentre os quais se podem destacar:

As éries anuais de pesquisas sobre a Internet no País, do Cetic.br;
Desenvolvimento e aplicação de ferramentas (SIMET) para medição da qualidade da Banda Larga e para distribuição gratuita da hora oficial brasileira, pelo Ceptro.br;
Crescimento no número e no tráfego dos PTTs (Pontos de Troca de Tráfego);
Tratamento de incidentes de segurança na Internet, oferecimento de cursos e lançamento da nova Cartilha de Segurança pelo Cert.br;
Divulgação e Treinamento para implantação de IPv6.


“Os esforços contínuos do CGI.br e do NIC.br em promover uma Internet cada vez melhor no Brasil têm surtido efeito”, completa Getschko.

Sobre o Registro.br
Desde 1995, o Registro.br é o executor de algumas das atribuições do Comitê Gestor da Internet no Brasil, entre as quais as atividades de registro de nomes de domínio, a administração e a publicação do DNS para o domínio <.br>. Realiza ainda os serviços de distribuição e manutenção de endereços internet. Em agosto de 2012, há 3 milhões de domínios registrados no país. Para o LACNIC - Registro de Endereços Internet para a América Latina e Caribe, o Registro.br oferece os serviços de engenharia e hospedagem. Mais informações em http://www.registro.br/.

Sobre o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br
O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR - NIC.br (http://www.nic.br/) é uma entidade civil, sem fins lucrativos, que implementa as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil. São atividades permanentes do NIC.br coordenar o registro de nomes de domínio — Registro.br (http://www.registro.br/), estudar, responder e tratar incidentes de segurança no Brasil - CERT.br (http://www.cert.br/), estudar e pesquisar tecnologias de redes e operações - CEPTRO.br (http://www.ceptro.br/), produzir indicadores sobre as tecnologias da informação e da comunicação — CETIC.br (http://www.cetic.br/) e abrigar o escritório do W3C no Brasil (http://www.w3c.br/).

Sobre o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br
O Comitê Gestor da Internet no Brasil coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no País, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. Com base nos princípios de multilateralidade, transparência e democracia, o CGI.br representa um modelo de governança multissetorial da Internet com efetiva participação de todos os setores da sociedade nas suas decisões. Uma de suas formulações são os 10 Princípios para a Governança e Uso da Internet (http://www.cgi.br/principios). Mais informações em http://www.cgi.br/.