Página 1 de 3 123 ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 26
  1. #1
    Super Moderador
    Data de Ingresso
    Sep 2010
    Localização
    Procurando...
    Posts
    4,106

    Energia mais barata pode estimular datacenters no Brasil

    Com o anúncio realizado pelo governo na última quarta, 19, reduzindo os custo da energia a partir de 2013, o setor de TI, inclusive de datacenters, pode ganhar um novo estímulo, segundo prevê a Brasscom.

    De acordo com Nelson Wortsman, diretor de infraestrutura e convergência digital da associação, o setor de datacenters está otimista. Segundo a associação, cerca de 35% dos gastos em datacenters são com energia.

    "A medida pode impactar a sociedade, tendo em vista que o Brasil é a economia mais importante da América Latina e a primeira opção na instalação de data centers”, destaca.
    Segundo a British Telecom, que tem recentes investimentos em datacenters na América Latina, inclusive no Brasil, a medida resultará em novos investimentos.

    “Enxergamos isso com bons olhos, porque temos visto muitos planos de investimentos dentro do PAC, principalmente em infraestrutura, e esse tipo de ação é um exemplo disso”, afirma Marcelo Leite, diretor de produtos para a América Latina da BT.

    Custos

    Segundo a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), atualmente o empresário brasileiro paga R$ 329 por MWh (Megawatt-hora) consumido.

    Em comparação, potências industriais como os países do BRICS (China, Índia e Rússia), que pagam uma média de R$ 140. Até mesmo os vizinhos, Argentina e Uruguai, pagam menos por sua energia, com uma média de R$ 197,50. No Paraguai, o custo é de apenas R$ 87 por MWh.

    Com a redução média de 20,2% no custo da energia para o setor, o Brasil subirá para a 21ª colocação (R$ 264,50/MWh) no ranking, ultrapassando México, El Salvador, Cingapura e Chile, que recentemente foi escolhido pelo Google para receber o primeiro datacenter da empresa na América Latina.

    No Chile, por exemplo, o setor de energia elétrica não possui oneração fiscal por parte do governo. Segundo a Firjan, encargos e tributos respondem por 48,6% da tarifa industrial no Brasil.

    link: TI Rio
    Siga-nos em nosso twitter: @wht_brasil

  2. #2
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,051
    Energia mais barata?

    Folha de São Paulo
    08/08/2012 - 05h00
    DIMMI AMORA
    DE BRASÍLIA

    O TCU (Tribunal de Contas da União) julga hoje se determinará ao governo uma redução bilionária nas contas de energia elétrica dos consumidores provocada por cálculos considerados errados nos reajustes de 2002 a 2010.

    A questão se arrasta há sete anos no tribunal.

    A estimativa era que no mínimo R$ 7 bilhões tivessem sido cobrados a mais dos consumidores. Mas a conta pode superar R$ 11 bilhões. A tarifa-base que reajusta as contas de energia também deverá ser reduzida com o novo cálculo, tornando os próximos reajuste ainda menores.

    O TCU considerou que a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) vinha permitindo reajustes maiores que os devidos. A Aneel reconheceu o erro e mudou a forma de cálculo a partir de 2010. Mas diz que não pode fazer outras mudanças nem pedir a devolução.

    Para os técnicos do TCU, no entanto, a mudança feita em 2010 ainda é insuficiente por dois motivos.

    O primeiro é que ainda é preciso devolver ao consumidor os reajustes a mais realizados entre 2002 e 2010.

    Para o deputado Eduardo da Fonte (PP-PE), que presidiu CPI sobre o tema, novos dados da Aneel apontam que a devolução pode ser superior a R$ 11 bilhões.

    “Não há motivo para não devolver. Não há quebra de contrato, como diz a Aneel.”

    O segundo motivo apontado pelo TCU para considerar a mudança insuficiente é que o cálculo da Aneel para o reajuste de 2011 usou uma tarifa de 2010 superestimada, por ter sido reajustada com erro por sete anos.

  3. #3
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Nov 2010
    Localização
    Rio de Janeiro - RJ
    Posts
    2,291
    Qual foi a ministra que começou esses reajustes errados? kkkkkk

  4. #4
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,051
    Disputa na Justiça pode impedir redução na conta de luz

    Apesar das maiores companhias energéticas terem apresentado seus pedidos de renovação de concessões à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o processo de assinatura dos novos contratos tem grandes chances de acabar na Justiça, prejudicando o desconto nas contas de luz previsto pelo governo para o começo de 2013.
    Cemig n

  5. #5
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,051
    O país da piada pronta

    Tarifa da Light sobe a partir de amanhã

    A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou, nesta terça-feira (6), reajuste nas tarifas da Light, empresa distribuidora de energia do Rio de Janeiro.

    O novo valor da tarifa será aplicado a todos os usuários a partir desta quarta-feira (7).

    Para os consumidores residenciais, esse reajuste será de 11,8%.

    Para as indústrias, o reajuste será de 13,2%, também válido a partir de amanhã.

    Ao todo, a companhia atende 3,5 milhões de unidades consumidoras em 31 municípios do Estado do Rio.

    A agência explicou que o cálculo dos índices de reajuste considerou a variação de custos que a empresa teve no último ano. Além disso, a fórmula de cálculo incluiu os custos típicos da atividade de distribuição e outros custos, como a compra de energia de geradoras, encargos de transmissão e setoriais.

    JULIA BORBA / Folha SP
    Última edição por 5ms; 06-11-2012 às 15:23.

  6. #6
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,051
    Um dia depois de a presidente Dilma Rousseff anunciar uma diminuição imediata de 18% na tarifa de energia dos brasileiros, o Banco Central (BC) estimou que a redução das tarifas residenciais, no fim das contas, será em média de 11% este ano. A ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC, divulgada nesta quinta-feira, calculou esta redução já levando em conta a queda de 18% prometida por Dilma e, também, os reajustes e revisões tarifárias que as concessionárias do setor farão ao longo de 2013.

    ...

    Analistas de mercado estimam que a redução das tarifas, em média, ficará entre 9% e 14% este ano, após os reajustes das distribuidoras.
    Com reajustes, BC prev

  7. #7
    Super Moderador
    Data de Ingresso
    Sep 2010
    Localização
    Procurando...
    Posts
    4,106
    isso esta ficando simplesmente irritante....
    Siga-nos em nosso twitter: @wht_brasil

  8. #8
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,051
    Irritante também está sendo ir ao supermercado e ver que os preços estão disparando por conta do anúncio de próximo aumento dos combustiveis, sabendo que quando a gasolina e diesel subirem de fato, os preços nos supermercados serão aumentados novamente por conta desse mesmo reajuste. Esse filme já vimos "n" vezes no passado e não acaba bem.

  9. #9
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Nov 2010
    Localização
    Rio de Janeiro - RJ
    Posts
    2,291
    Esse governo do PT é craque em mascarar a inflação, e tem gente que vota neles e isso me irrita muito... eu pago o pato pela maioria da população ser idiota...

  10. #10
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,051
    Nós estamos sofrendo pressões de fornecedores por aumentos bem acima de 10%. Um deles, que temos contrato anual vencendo no final do mês, cedeu reduzir o reajuste para 6% mas sem garantia de preço por 12 meses. A economia está se desorganizando. Estamos perdendo a estabilidade de preços, conquistada duramente após décadas de inflação alta e hiperinflação.
    Última edição por 5ms; 25-01-2013 às 08:54.

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •