Antes de começar as negociações para comprar a Saraiva nas últimas semanas, a Amazon chegou a conversar sobre uma aquisição da Xeriph, maior distribuidora de livros digitais do país. O papo não foi retomado desde então.


Por Lauro Jardim / VEJA