Resultados 1 a 3 de 3
  1. #1
    Super Moderador
    Data de Ingresso
    Sep 2010
    Localização
    Procurando...
    Posts
    4,106

    Instagram diz em novo termo de uso que pode vender as fotos de usuários

    O Instagram poderá vender as fotos publicadas no serviço sem pagamento ou notificação ao usuário, conforme mudanças nos termos de uso publicadas no blog oficial da companhia na segunda-feira (17). A nova política do Instagram entrará em vigor em 16 de janeiro e foi anunciada três meses depois do fim da aquisição do serviço pelo Facebook.

    O Instagram terá o direito de vender as fotos dos usuários a partir de dois itens adicionados à nova política de uso do serviço, na parte chamada "Regras" (acesse aqui, em inglês). No primeiro item, o Instagram diz que o usuário concede ao serviço uma licença de uso mundial não exclusiva, totalmente paga e livre de royalties, transferível e sublicenciável para usar o conteúdo postado na rede. O usuário poderá apenas controlar quem pode ver algumas das suas imagens e atividades.

    No segundo item, o Instagram escreveu: “Para nos ajudar a oferecer conteúdo interessante pago, patrocinado ou promoções, você concorda que empresas ou outras entidades podem nos pagar para exibir o seu nome, imagem, fotos (juntamente com todos os metadados associados), e/ou ações que você faz em relação ao conteúdo pago, patrocinado ou promoções, sem qualquer compensação para você”. Esse parágrafo não existe nos termos atuais.

    No blog oficial, o Instagram disse que a nova política de privacidade ajuda o serviço a se conectar mais facilmente com o Facebook ao permitir o compartilhamento de informações entre os dois produtos. “A nossa comunidade cresceu muito desde que fizemos os nossos termos de serviço originais”, escreveu a companhia.

    O Instagram ainda afirmou que nada mudou em relação à propriedade das fotografias e quem pode vê-las. "Os termos foram atualizados para proteger o usuário e combater spams e abusos enquanto crescemos", disse a companhia. Se o usuário não concorda com os termos de uso, ele não deve acessar ou usar o serviço, conforme o Instagram.

    No início de novembro, o Instagram anunciou a criação de perfis dos usuários disponíveis em navegadores de internet. Antes, essas páginas só podiam ser acessadas no aplicativo móvel do serviço, que foi comprado pelo Facebook em abril.

    link: TI Rio
    Siga-nos em nosso twitter: @wht_brasil

  2. #2
    Super Moderador
    Data de Ingresso
    Sep 2010
    Localização
    Procurando...
    Posts
    4,106

    Instagram recua e altera regulamento sobre fotos

    São Paulo - O popular serviço de compartilhamento de fotos Instagram recuou quanto a algumas mas não todas as controversas mudanças em seus termos de serviço, depois de uma feroz reação de usuários, nos últimos dias.

    Em post no blog da empresa, quinta-feira, Kevin Systrom, fundador e presidente-executivo do Instagram, pediu desculpas por não ter "comunicado nossas intenções claramente". As mudanças nos termos de serviço referentes a publicidade foram revertidas, ele afirmou, e as normas anteriores à mudança, anunciadas na segunda-feira, foram restauradas.

    O Instagram, que permite que pessoas acrescentem filtros e efeitos às suas fotos e as compartilhem facilmente via Internet, foi adquirido alguns meses atrás pelo Facebook, por 715 milhões de dólares.

    Alguns usuários do Instagram, entre os quais a revista National Geographic, anunciaram que deixariam de usar o serviço, depois das novas regras.

    Os novos termos pareciam permitir que anunciantes do Instagram exibissem fotos de usuário do serviço sem remuneração, mas a linguagem dos termos de uso foi alterada na atualização de quinta-feira.

    Os termos atualizados também não continham a controversa cláusula afirmando que se menores de idade usassem o serviço, estaria implícito que seus pais teriam concordado de forma tácita com os termos do Instagram.

    Mas as normas ainda contêm uma controversa cláusula de arbitragem compulsória, ausente dos termos de serviço de outras companhias importantes de mídia social como Twitter, Google, YouTube ou mesmo o Facebook , que isentaria o Instagram de responsabilidade judicial por muitos delitos, de acordo com especialistas jurídicos.

    Os especialistas em Internet afirmam que o Instagram foi muito agressivo em sua afirmação de direitos sobre as informações de usuários, convidando quem discordasse da ideia a cancelar sua conta em prazo de algumas semanas.

    Os termos atualizados ainda afirmam que quem acessar o Instagram estará aceitando os novos termos de uso, que vigorarão a partir de 19 de janeiro.

    A companhia também manteve termos que permitiriam que colocasse anúncios junto de conteúdos gerado pelos usuários, e afirmando que "nem sempre identificaremos serviços pagos, conteúdo patrocinado ou comunicações comerciais como se o fossem".

    link: Instagram recua e altera regulamento sobre fotos - Internet - Not
    Siga-nos em nosso twitter: @wht_brasil

  3. #3
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Localização
    /sc/rionegrinho
    Posts
    1,036
    Legal é não ter redes sociais e seus afins
    Alexandre Silva Hostert

    Veezon
    Gerenciamento de Servidores


    http://veezon.com.br
    http://br.linkedin.com/in/alexandreveezon

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •