Resultados 1 a 4 de 4
  1. #1
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,049

    Governo prepara nova banda larga para 2014

    Licitação de R$ 40 bilhões tomará frequências de canais de TV UHF para celular

    ANDREZA MATAIS
    RENATA AGOSTINI
    DE BRASÍLIA
    O governo começará nas próximas semanas o processo que resultará na maior licitação do setor de telecomunicações brasileiro, a da frequência de 700 MHz.

    Estimada em R$ 40 bilhões, a licitação tem como objetivo acelerar a implantação da Internet móvel de quarta geração, ou 4G -cuja velocidade é 30 vezes a da 3G, tecnologia atual.

    Hoje, as teles podem usar outra frequência de 4G, a de 2,5 GHz, licitada em junho de 2012 por R$ 2,9 bilhões.

    A frequência de 700 MHz é cobiçada pelo setor de telefonia por possuir um alcance maior e, com isso, exigir um número menor de antenas.

    Para o usuário final, a licitação também possibilitará o uso de diversos equipamentos nos quais o 4G só funciona na frequência de 700 MHz.

    A portaria que permitirá à Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) iniciar o processo para destinar para as teles essa faixa, hoje utilizada pelos canais de televisão UHF, já está pronta e, segundo apurou a Folha, será publicada neste mês pelo Ministério das Comunicações.

    A decisão deve ser informada ao setor de radiodifusão (TV e rádio) numa reunião hoje na Anatel.

    A previsão anterior era de começar o processo no segundo semestre. Mas o governo decidiu acelerar os trâmites para que haja tempo de a licitação ser concluída antes do início do período eleitoral do ano que vem, quando a presidente
    Dilma Rousseff deve tentar a reeleição.

    Após a publicação da portaria, a Anatel abrirá uma consulta pública sobre o tema. Encerrado esse trâmite, poderá elaborar o edital.

    O modelo da licitação ainda não foi discutido. Não há uma data certa para que a frequência, após ser licitada, possa ser colocada em uso.

    QUEDA DE BRAÇO


    A decisão de começar a licitação põe fim a uma queda de braço antiga entre as teles e o setor de rádio e TV.

    Na portaria, o governo vai justificar a medida devido ao crescimento da demanda por 4G por setores como o de petróleo e de infraestrutura, além do atendimento a grandes eventos internacionais.

    Para liberar a faixa às teles, o governo terá de antecipar a mudança dos canais de TV que hoje utilizam a faixa de 700 MHz (os de 51 a 69 UHF). O calendário inicial era que essa alteração terminasse até 2016.

    Segundo estimativas da Anatel, a mudança dos canais irá atingir cerca de 1.200 municípios, incluindo capitais como São Paulo e Rio.

    Para viabilizar a licitação, o governo estuda uma compensação às empresas de radiodifusão, na qual as teles vencedoras do leilão assumiriam o custo da digitalização dos canais de TV realocados.

    Para contentar as emissoras, o governo estuda até mesmo a indicação de um representante do setor para um dos cargos no conselho da Anatel, vago desde o final de 2012, com a saída de Emília Ribeiro.

    Na mesa, está o nome de Maximiliano Martinhão, atual secretário de Telecomunicações. Ligado ao PT ele é responsável por temas de radiofrequência.
    Folha de S.Paulo - Mercado - Governo acelera leilo que dever expandir internet 4G - 04/02/2013

  2. #2
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,049
    Leilão para ampliar cobertura de 4G no País fica para 2014

    Anne Warth e Eduardo Rodrigues, de O Estado de S. Paulo

    BRASÍLIA - Para ampliar o alcance da telefonia de quarta geração (4G) no País, o governo vai antecipar a desocupação de parte dos canais de TV analógicos e licitar a faixa de 700 MHz entre fevereiro e março de 2014 - a intenção inicial do governo era fazer esse leilão ainda este ano. O objetivo é universalizar o serviço de banda larga e acelerar a digitalização da TV aberta. O processo terá início formal nesta quinta-feira, com a publicação de uma portaria do Ministério das Comunicações no "Diário Oficial" da União.

    Segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, o edital do leilão deve sair entre novembro e dezembro. Antes disso, as diretrizes para o uso da faixa passarão por consulta pública. Atualmente ocupada pela TV aberta, a frequência é cobiçada pelas operadoras de telecomunicações porque permite uma abrangência mais ampla. As antenas que funcionam nesse espectro podem transmitir sinal de até 40 quilômetros de alcance, enquanto no espectro de 2,5 GHz, licitado em junho do ano passado, a cobertura é de no máximo 6 quilômetros.

    Com isso, seria mais vantajoso utilizar a nova faixa para o atendimento de locais com menor concentração de usuários sem perda da qualidade. Nas grandes capitais, a opção deverá continuar sendo o uso da frequência de 2,5 GHz. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) só deverá homologar aparelhos que possam funcionar com ambas as tecnologias.

    Por ter maior alcance, o governo acredita que o espectro de 700 MHz deve render ainda mais do que a licitação do 4G no ano passado, que angariou R$ 2,9 bilhões para os cofres do Tesouro. "O leilão não terá o viés de arrecadação, mas a faixa de 700 MHz é muito mais valiosa", reconheceu o ministro. "Achamos que cabem quatro concorrentes nessa frequência, mas novas companhias internacionais serão bem-vindas na disputa."

    As empresas que arrematarem os lotes terão de cumprir contrapartidas. Segundo o ministro, deve entrar no pacote uma ajuda financeira para que as retransmissoras de TV analógica possam migrar para o formato digital. A previsão original era de que a faixa só seria desocupada em 30 de junho de 2016. Com o leilão, o espaço dos canais de 52 a 69 será liberado. "Os que hoje ocupam esse espaço serão acomodados entre os canais 14 e 51. Nossos estudos garantem que vai caber todo mundo", disse.

    Estradas. Outra exigência será implantar a cobertura móvel de internet ao longo das estradas do País. Atualmente, as empresas só são obrigadas a fornecer o serviço em áreas urbanas. Segundo o ministro, também haverá incentivos financeiros para que as famílias possam adquirir aparelhos de TV digital e conversores.

    O edital deve prever ainda que as companhias construam anéis de fibras ópticas em torno das regiões metropolitanas do País. O objetivo é oferecer um serviço de internet de pelo menos 10 megabits por segundo (Mbps) para cerca de 800 dos maiores municípios do País, que concentram mais de 100 milhões de habitantes. "A ideia é que essa velocidade se torne uma commodity no Brasil", afirmou Bernardo. Como no último leilão, o próximo edital também deverá trazer exigências de uso de equipamentos nacionais na implantação das redes que, em princípio, devem ser compartilhadas.

    Segundo o ministro, as entidades que representam o setor de radiodifusão já foram consultadas e expressaram preocupações. A principal delas é com a possível interferência entre os sinais de telefonia e internet na transmissão de TV. Para evitar esse problema, haverá uma "banda de proteção" entre o último canal e o início da operação de telecomunicações dentro do 700 MHz. "Esse problema é simples de resolver. Além disso, em 4.800 municípios essa faixa não é ocupada por ninguém", afirmou Bernardo.
    Leil

  3. #3
    Guru Junior
    Data de Ingresso
    Nov 2010
    Localização
    Porto Alegre/RS
    Posts
    231
    Por que desapropriar a faixa de 700 Mhz para usar para 4G se a faixa livre de 900 Mhz é muito menos usada e o ganho em alcance vai ser semelhante?
    KingHost [ kingho.st ]
    Giga Internet [ giga.com.br ]
    █ Hosting, Datacenter e Operadoras

  4. #4
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Jul 2011
    Posts
    1,038
    Citação Postado originalmente por JulianoP Ver Post
    Por que desapropriar a faixa de 700 Mhz para usar para 4G se a faixa livre de 900 Mhz é muito menos usada e o ganho em alcance vai ser semelhante?
    Porque a faixa de 700 MHz vem com escala global de celulares. É a faixa usada nos EUA para 4G.

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •