A Microsoft voltou atrás da decisão que impedia a transferência do software Office 2013 para outro computador e autorizou os usuários a realizarem a migração do programa para novas máquinas. A condição imposta pela companhia é que essa transferência ocorra sempre em um intervalo mínimo de 90 dias.

A mudança no acordo da licença do Office 2013 foi uma resposta da empresa americana às reclamações dos consumidores, que discordavam da política, uma clara medida preventiva contra a pirataria. Segundo a Microsoft, as alterações no acordo são válidas para todas as versões do software disponíveis no mercado: Home, Student 2013, Business 2013 e Professional 2013.

A política anterior limitava os usuários a utilizar o programa em apenas um computador. Nesse cenário, o consumidor não podia transferir o software caso comprasse uma máquina nova.

Com base em todos os comentários publicados no blog oficial da companhia em fevereiro, quando o Office 2013 foi lançado, a Microsoft decidiu deixar seu acordo de licença mais flexível e amigável para os consumidores. As mudanças passam a vigorar nesta quarta-feira.
Licen