Resultados 1 a 4 de 4
  1. #1
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,028

    Luz amarela para 4G na Copa das Confederações

    "O tempo joga contra nós. Todos os estádios estão com a luz amarela. A diferença é que em Belo Horizonte estamos com a luz vermelha", afirmou a fonte do setor de telecomunicações.

    Para fornecer o serviço nos estádios, Oi, Claro, TIM, Vivo e Nextel precisam de uma sala de 200 metros quadrados para instalar os equipamentos que vão distribuir o sinal. A Minas Arena, concessionária que administra o Mineirão, queria cobrar R$ 50 mil por mês, pelos próximos dez anos, pelo uso do local. O valor foi considerado inaceitável pelas companhias.

    No início de março, as empresas de telecomunicações, lideradas pela Oi, apresentaram uma contraproposta de R$ 25 mil.

    Enquanto a concessionária informa ter aceitado o lance na semana passada, as operadoras afirmam que ele foi retirado da mesa de negociações. "Não é honesto da nossa parte fechar um acordo com outros estádios pela metade disso", afirmou uma fonte do setor.

    Nas arenas do Rio de Janeiro, Brasília, Recife, Salvador e Fortaleza, que também receberão jogos, as operadoras já fecharam acordos que preveem um aluguel de, no máximo, R$ 12,5 mil.

    A cobertura 4G nos estádios não é uma obrigação das empresas - no leilão de junho de 2012 elas se comprometeram a oferecer o sinal para 50% das áreas urbanas dessas capitais até 30 de abril. Ainda assim, elas vão investir R$ 100 milhões para fornecer o serviço nessas arenas.

    Mesmo que um acordo seja fechado, dificilmente os torcedores mineiros conseguirão acesso ao serviço no interior do estádio. O tempo mínimo que as empresas precisam para instalar os equipamentos, cabos e antenas para a cobertura é de 106 dias. A primeira partida em Belo Horizonte, entre Taiti e Nigéria, está prevista para 17 de junho.

    ....

    Tanto a rede de fibra ótica quanto as antenas serão compartilhadas entre as cinco operadoras em todos os estádios. O sinal de cada companhia será captado e identificado por um dispositivo digital instalado nessa área comum, que distribuirá as ligações entre as operadoras.

    Apesar de já haver acordo, também há problemas em outras cidades. Na Arena Pernambuco, no Recife, as empresas têm tido dificuldades para ter acesso à sala onde os equipamentos serão instalados. No Maracanã, no Rio de Janeiro, caminhões e tratores ainda transitam nos locais onde as companhias precisam instalar as redes. Não há como acessar os pontos para colocar os equipamentos.

    "O tempo joga contra nós. Todos os estádios estão com a luz amarela. A diferença é que em Belo Horizonte estamos com a luz vermelha", afirmou a fonte do setor de telecomunicações.

    Para o diretor executivo de Redes da Vivo, Leonardo Capdeville, as operadoras estão sendo tratadas como lojas e lanchonetes pelos estádios. "Ninguém cobra de uma concessionária que forneça energia para o estádio. Telecom deveria ser visto da mesma maneira. É uma inversão", diz Capdeville.
    Impasse pode comprometer uso de 4G em jogos do Mineir

  2. #2
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Nov 2010
    Posts
    1,609
    Meu sentido aranha diz que o povo vai pagar os outros R$25mil para instalar o equipamento lá huahuahauahau
    oGigante.com*• Revenda de Hospedagem Cloud Linux + WHMCS Grátis
    VWhost.com.br • Revenda de Hospedagem Linux Cpanel + CloudFlare
    Zocka.com.br • Hospedagem de Sites Cpanel + Construtor de Sites

  3. #3
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,028
    200m2 dividido em 10m2 para os equipamentos e 190m2 para suite ex-presidencial.

  4. #4
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,028

    Turistas podem enfrentar problemas com uso de 4G na Copa do Mundo

    Seria risivel se não fosse triste.

    Por que tanta preocupação com o 4G, luz amarela, luz vermelha, para a Copa das Confederações se os celulares dos torcedores estrangeiros não vão funcionar em 4G?

    Turistas estrangeiros poderão enfrentar problemas para acessar a rede 4G brasileira durante a Copa do Mundo, pois a faixa de 700 MHz, usada em diversos países para o serviço, ainda não estará disponível. O leilão da frequência deve ocorrer em janeiro do ano que vem e, de acordo com o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações, João Rezende, só deve começar a funcionar a partir de 2015.

    - Em 2014 ainda não teremos 700 MHz, vai ter que trabalhar no 2,5 GHz - disse Rezende, em entrevista à agência Reuters.

    O governo leiloou frequências de 2,5 GHz para uso pela telefonia 4G no ano passado, mas a infraestrutura construída nesse padrão, que deverá estar disponível nas cidades-sede da Copa do Mundo, será incompatível com aparelhos que operam em 700 MHz. A frequência é considerada pela indústria como a mais apropriada para a operação do serviço, pois precisa de menos antenas para a cobertura. Hoje, a faixa é utilizada no Brasil pela TV aberta analógica e o governo está propondo transformar o sinal das emissoras em digital, liberando o espectro.

    De acordo com a 4G Americas, existem no mundo 41 países que liberaram o uso do 4G na mesma faixa adotada pelo Brasil, incluindo países europeus, como França e Espanha, além de Rússia e China. Porém, os EUA, que possuem a maior rede do mundo, operam em 700 MHz.

    Para o presidente da Anatel, a incompatibilidade não deve comprometer o uso de celulares pelos turistas que vierem ao torneio. Os aparelhos vão acessar a internet pela rede 3G. Segundo especialistas, o usuário terá uma velocidade bem menor quando acessar a internet.

    - Não acredito que teremos muita gente nessa situação.

    De acordo com Rezende, já existem diversos fabricantes oferecendo equipamentos que operam em várias frequências. Além disso, para evitar pagar as tarifas de roaming, o mais provável é que os torcedores estrangeiros comprem chips no Brasil.

    - As pessoas acabam comprando o chip aqui. Fora as transmissões corporativas, o consumidor normal vai fugir do roaming. A barreira não é tecnológica, é financeira.

    Porém, na terça-feira, a Fifa manifestou preocupação em relação às telecomunicações nas cidades-sede da Copa das Confederações e da Copa do Mundo. Ao escolher o país para sediar as competições, a entidade cobrou do governo brasileiro a garantia de um "serviço exemplar" de telecomunicações, ciente da enorme demanda por conexão de dados por parte tanto de torcedores quanto da mídia.

    A promessa do governo foi de que haveria a oferta de internet móvel 4G a tempo para os eventos. As operadoras têm até o dia 30 deste mês para oferecer o serviço nas seis cidades-sede da Copa das Confederações.
    Turistas podem enfrentar problemas com uso de 4G na Copa do Mundo — Portal ClippingMP

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •