O Departamento de Justiça dos Estados Unidos revelou na sexta-feira processos contra quatro ex-executivos de uma subsidiária do grupo Lufthansa, em razão do pagamento de subornos a funcionários públicos de alto escalão em países da América Latina, inclusive no Brasil, para garantir a vitória em contratos nesses locais.

Dois dos acusados já se declararam culpados e foram condenados a oito meses de prisão domiciliar. A empresa pagou multa de US$ 11,8 milhões, mas não foi processada.
Folha de S.Paulo - Mercado - EUA apontam corrupo na Lufthansa - 07/04/2013