Resultados 1 a 10 de 10
  1. #1
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,047

    iPad Mini brasileiro chega às lojas em 30 dias

    Mesmo contando com incentivos fiscais, desonerações tributárias, empréstimos do BNDES, entre outras condições generosas, o aparelho será vendido por preço 60% superior ao cobrado nos EUA.

    A fabricante taiwanesa Foxconn, que monta os produtos da Apple no Brasil, já fabrica lotes do iPad Mini em sua planta de Jundiaí, no interior de São Paulo. Segundo pessoas próximas à empresa ouvidas pelo site de VEJA, as primeiras unidades devem chegar às lojas na segunda quinzena de maio, custando entre 1.000 e 1.100 reais o modelo mais barato (de 16 GB e WiFi). "Havia a intenção de lançar o produto a 999 reais, com apenas três dígitos, mas não foi possível devido a questões tributárias", afirmou uma das fontes. Nos Estados Unidos, o modelo mais barato do iPad Mini custa 329 dólares (o equivalente a 650 reais). A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) autorizou, no último dia 5, a comercialização do produto no país.

    Em novembro do ano passado, a companhia conseguiu junto ao Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação a autorização para montar o tablet no país beneficiando-se da redução de impostos proporcionada pela Lei de Informática. Contudo, a produção só começou em janeiro deste ano. O planejamento da linha de montagem foi feito quase que simultaneamente na China e no Brasil. Trata-se da primeira vez que isso ocorre desde que a planta da Foxconn iniciou a produção de aparelhos para a Apple no Brasil, no primeiro semestre de 2012. Procurada pelo site de VEJA na tarde desta quinta-feira, a assessoria de imprensa da Foxconn não foi localizada para comentar o assunto.

    Ao lançar o produto brasileiro, a Apple muda sua estratégia. A empresa tem por hábito testar o mercado utilizando lotes importados da China antes de produzir aparelhos localmente. Contudo, a Apple não conseguiria deixar o preço do iPad Mini competitivo se optasse, primeiro, pela importação. "A tendência é que, a partir de agora, todos os produtos sejam feitos diretamente no Brasil, sem necessidade de importação prévia", disse um executivo próximo à Foxconn. Cerca de 60% dos tablets comercializados no primeiro trimestre no Brasil possuem tela inferior a 8 polegadas, assim como Mini, segundo dados da consultoria IT Data.

    Desonerações - As atenções da Apple estão mais voltadas para o lançamento do iPad Mini no país do que para a questão da desoneração dos smartphones. Na segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff baixou o decreto que zera os tributos PIS e Cofins para smartphones produzidos no país que custam menos que 1.500 reais no varejo. Diante dessa característica, o único produto da Apple que se enquadraria para receber o benefício seria o iPhone 4, que custa a partir de 1.099 reais. Os modelos mais recentes, como 4S e 5, estão na faixa de 1.699 a 3.699 reais.

    O site de VEJA apurou que a empresa está se preparando para a possibilidade de reduzir preços para receber os benefícios fiscais. Contudo, a redução só virá se houver força da concorrência. No caso do iPad, que é fabricado há quase um ano no Brasil, os modelos não baratearam, mesmo havendo a fabricação local e a desoneração de impostos. Ocorreu, justamente, o contrário. Em julho de 2012, logo após o início da distribuição do Novo iPad nacional, o preço de um modelo de 32 GB, com WiFi e 4G estava em 2.049 reais. Atualmente, o modelo - que agora possui tela de retina - é vendido a 2.349 reais.
    iPad Mini brasileiro deve chegar
    Última edição por 5ms; 11-04-2013 às 23:26.

  2. #2
    Moderador
    Data de Ingresso
    Oct 2010
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    2,679
    Bem, at least sem ágio. O mesmo no mercado negro a.k.a. MercadoLivre tá girando a R$ 1500 o de 16G com celular. E uns 1200-1300 só wifi.

  3. #3
    Aspirante a Evangelist
    Data de Ingresso
    Feb 2012
    Localização
    Lisboa, Portugal
    Posts
    403
    Não fazia ideia que eram tão complicado introduzir esse tipo de equipamentos no Brasil... Em Portugal o mini chegou na mesma altura que chegou a Europa e a oreço normal.
    Sampling Line - Serviços e Internet, Lda.
    PTServidor - Alojamento Web, Domínios, Lojas, VPS, Radios, Dedicados, Housing/Colocation
    Blog PTServidor | Registrar Oficial FCCN|MS Partner|R1Soft

  4. #4
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Nov 2010
    Localização
    Rio de Janeiro - RJ
    Posts
    2,291
    Citação Postado originalmente por asturmas Ver Post
    Não fazia ideia que eram tão complicado introduzir esse tipo de equipamentos no Brasil... Em Portugal o mini chegou na mesma altura que chegou a Europa e a oreço normal.
    O problema maior não é a dificuldade e sim a ganância das empresas que reclamam dos impostos sobre impostos e praticam o lucro sobre lucro.

  5. #5
    Moderador
    Data de Ingresso
    Oct 2010
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    2,679
    Citação Postado originalmente por asturmas Ver Post
    Não fazia ideia que eram tão complicado introduzir esse tipo de equipamentos no Brasil... Em Portugal o mini chegou na mesma altura que chegou a Europa e a oreço normal.
    Complicado não é não. É bem simples:
    50% de imposto de importação
    +
    18% do que seria equivalente ao IVA.
    Isso é o básico. Mas tem uns outros impostinhos esdrúxulos pendurados de 1-2% que são somados em cascata, e aí complica um cálculo.
    E, ainda por cima, no Brasil o IVA e estes impostos cascateados nele não são só para o usuário final, mas sim também Business-to-Business. Ou seja, cada vez que ele passa de mãos adiciona os 18-25%.

    Fora a margem de lucro dos revendedores, que não se contentam com pouco (pois em geral não tem competição).

  6. #6

  7. #7
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,047
    Anatel autoriza fabricação do iPad Mini

    iPad Mini, da Apple, está mais perto de chegar ao Brasil, isso porque a Anatel homologou a presença do dispositivo no país. A homologação tinha sido realizada em novembro do ano passado, porém, na sexta-feira (5), a agência reguladora incluiu a unidade fabril no documento. Indicando que o produto deverá ser produzido na Foxconn de Jundiaí, em São Paulo. Para o tablet passar a fazer parte do mercado brasileiro, é preciso que a empresa ainda negocie com as operadoras de telefonia, para disponibilizar o 3G.
    Nelson Priori
    Monitor Mercantil
    10/04/2013

  8. #8
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,047
    Citação Postado originalmente por cresci Ver Post
    Complicado não é não. É bem simples:
    50% de imposto de importação
    +
    18% do que seria equivalente ao IVA.
    Isso é o básico. Mas tem uns outros impostinhos esdrúxulos pendurados de 1-2% que são somados em cascata, e aí complica um cálculo.
    E, ainda por cima, no Brasil o IVA e estes impostos cascateados nele não são só para o usuário final, mas sim também Business-to-Business. Ou seja, cada vez que ele passa de mãos adiciona os 18-25%.
    É muitissimo complicado. No caso do ICMS existe um mecanismo de crédito e compensação no meio de um emaranhado de leis federais e estaduais dispondo sobre esse crédito/compensação/substituição tributária/etc. O ICMS possui ainda o agravante de incidir sobre outros impostos, como a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e o Programa de Integração Social (PIS). Um exemplo comum é o da conta de luz. Ao invés de ser calculado a partir do valor relativo ao consumo, o ICMS usa como base de cálculo a soma consumo mais Cofins.

    O ICMS será não-cumulativo, compensando-se o que for devido em cada operação relativa à circulação de mercadorias ou prestação de serviços com o montante cobrado nas anteriores pelo mesmo ou outro Estado ou pelo Distrito Federal.

    Para a compensação do ICMS, é assegurado ao sujeito passivo o direito de creditar-se do imposto anteriormente cobrado em operações de que tenha resultado a entrada de mercadoria, real ou simbólica, no estabelecimento, inclusive a destinada ao ativo permanente, ou o recebimento de serviços de transporte interestadual e intermunicipal ou de comunicação, dentro das normas aplicáveis e regulamentares.


    Este sistema é conhecido como “débito x crédito”, onde abate-se do montante devido pelo contribuinte o valor pago por este em etapas anteriores, em suas compras de bens ou serviços já tributados pelo imposto. A terminologia utilizada é "compensação do imposto".

    O crédito do ICMS advém do direito de abater das respectivas saídas o imposto pago na aquisição de produtos e mercadorias e serviços.

    O montante do crédito corresponde ao valor a ser abatido do respectivo débito do imposto. Caso o crédito seja maior que o débito, denomina-se "crédito acumulado".

    É importante o acompanhamento sistemático de tais créditos, visando otimizá-los e reduzir, de forma legal, o montante do ICMS a pagar.

    Fora a margem de lucro dos revendedores, que não se contentam com pouco (pois em geral não tem competição)
    Data máxima venia, mas creditar a causa do alto preço final à margem de lucro do revendedor é ignorar todos os custos e riscos incorridos na cadeia produtiva. Por exemplo, o grande revendedor não pode simplesmente armazenar e entregar um produto sem manter escolta armada para proteger o depósito e roubo de carga dos caminhões de entrega.
    Última edição por 5ms; 12-04-2013 às 13:14.

  9. #9
    Moderador
    Data de Ingresso
    Oct 2010
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    2,679
    Citação Postado originalmente por 5ms Ver Post
    É muitissimo complicado. No caso do ICMS existe um mecanismo de crédito e compensação no meio de um emaranhado de leis federais e estaduais dispondo sobre esse crédito/compensação/substituição tributária/etc. O ICMS possui ainda o agravante de incidir sobre outros impostos, como a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e o Programa de Integração Social (PIS). Um exemplo comum é o da conta de luz. Ao invés de ser calculado a partir do valor relativo ao consumo, o ICMS usa como base de cálculo a soma consumo mais Cofins.
    Eu tentei ao máximo simplificar pros tugas entenderem :-)

    Data máxima venia, mas creditar a causa do alto preço final à margem de lucro do revendedor é ignorar todos os custos e riscos incorridos na cadeia produtiva. Por exemplo, o grande revendedor não pode simplesmente armazenar e entregar um produto sem manter escolta armada para proteger o depósito e roubo de carga dos caminhões de entrega.
    Concordo. Por isso que sou fã de wholesalers e fulfillment centers (como a Amazon, NewEgg, etc). É dali pro correio privado, e do correio privado pra vc. Barato. Sem você ter de ir à loja, gastar gasolina, e sem a loja ter de gastar com espaço físico, salários de vendedor, segurança, etc.

  10. #10
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,047
    Citação Postado originalmente por cresci Ver Post
    Eu tentei ao máximo simplificar pros tugas entenderem :-)
    Mas o IVA/VAT também tem a sua "cascatinha", tanto é que empresa precisa fornecer "VAT number" para "não pagar".


    Citação Postado originalmente por cresci Ver Post
    Concordo. Por isso que sou fã de wholesalers e fulfillment centers (como a Amazon, NewEgg, etc). É dali pro correio privado, e do correio privado pra vc. Barato. Sem você ter de ir à loja, gastar gasolina, e sem a loja ter de gastar com espaço físico, salários de vendedor, segurança, etc.
    Eu vivo repetindo que os Correios atravanca o desenvolvimento do comércio eletrônico no Brasil. Mas se você pegar as grandes lojas e livrarias ninguém mais usa os Correios. Hoje mesmo recebi de uma loja chamada Passarela (nunca tinha ouvido falar) compra que fiz ontem no site. Foi entregue às 8h da manhã por uma empresa privada de logistica. Nessa, os Correios e seus preços exorbitantes, acabam atendendo apenas os pequenos comerciantes (e vendedores do Mercado Livre ), que repassam os custos e ineficiência dessa estatal para o coitado do consumidor brasileiro.

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •