Serviço começa a operar nas cidades-sede da Copa das Confederações e custará a partir de R$ 207

Além das seis cidades sede da Copa, a Claro começa a comercializar o serviço 4G também nas cidades de Búzios, Paraty, Campos do Jordão, Curitiba e Porto Alegre.

RIO DE JANEIRO- A Claro vai desembolsar R$ 6,2 bilhões até a Copa das Confederações para viabilizar a tecnologia 4G no País. Nesta terça-feira, 16, a operadora lançou comercialmente o serviço nas seis cidades brasileiras que vão sediar o evento esportivo internacional (Rio de Janeiro, Brasília, Fortaleza, Belo Horizonte, Recife e Salvador).

“Nosso acionista quer largar na frente na tecnologia 4G. Queremos ser líderes nesse segmento”, afirmou Gabriela Clemente, diretora regional da Claro no Rio de Janeiro e Espírito Santo. Segundo ela, a operadora optou por manter o mesmo modelo de política de preços já praticado no segmento 3G.

A Claro vai comercializar nove tipo de aparelhos de celular compatíveis com a nova tecnologia. O pacote de serviços 4G mais barato para celular será R$ 207,00. O aparelho mais em conta para quem quiser aderir a tecnologia será de R$ 329,00.

Além das seis cidades sede da Copa, a Claro começa a comercializar o serviço 4G também nas cidades de Búzios, Paraty, Campos do Jordão, Curitiba e Porto Alegre. Segundo a diretora, a companhia já tem 5 mil usuários de 4G em sua base de clientes, que soma atualmente 66 milhões de usuários.
Claro inaugura banda larga 4G em seis cidades - Link Estad