Resultados 1 a 9 de 9
  1. #1
    Super Moderador
    Data de Ingresso
    Sep 2010
    Localização
    Procurando...
    Posts
    4,106

    Linux perde fôlego nos servidores corporativos

    Linux perde fôlego nos servidores corporativos

    Segundo a 24ª Pesquisa Anual da FGV-EAESP-CIA 2013, divulgada na última quinta-feira, 18/04, existem, hoje, 118 milhões de computadores (soma de PCs, notebooks e tablets e uma parcela, mesmo que pequena de coletores de dados utilizados pelas utilities) em uso no Brasil (corporativo e doméstico), o que significa que existem três computadores para cada cinco habitantes. Para este ano, o estudo projeta vendas de 22,6 milhões de unidades: o que significará a comercialização de um PC ou tablet por segundo. Até 2016, aponta ainda o levantamento, o país chegará a marca de 1 computador por habitante.

    Nas empresas, o uso do Linux estagnou nos últimos três anos e ficou com 18% dos servidores corporativos. O Windows está presente em 69%. O Unix ficou com 11%. "Fica claro para mim que o software livre foi sintoma de uma crise no software e não a solução. O consumo está estagnado, há aplicações rodando nas empresas, mas o Linux fica com os 18% de mercado, depois de crescer até 20% num período de três a cinco anos", avalia o professor Fernando S. Meirelles, professor da FGV e coordenador da pesquisa.

    No mercado de software de gestão empresarial, a TOTVS lidera com 52% de market share nas pequenas e médias empresas. Já a SAP fica com 51% das grandes corporações. De acordo ainda com o levantamento, as empresas gastam e investem 7,2% da sua receita em TI, valor que triplicou em 18 anos. O levantamento, que é feito há 24 anos e divulgado anualmente, consultou 5 mil grandes e médias empresas com 2,2 mil respostas válidas.
    link: Convergncia Digital - BITS 2013 - Linux perde flego nos servidores corporativos
    Siga-nos em nosso twitter: @wht_brasil

  2. #2
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,030
    Confio na pesquisa tanto quanto naquele professor que desenvolveu o protótipo do primeiro carro assassino quasi-inteligente do Brasil.

  3. #3
    Louco pelo WHT Brasil
    Data de Ingresso
    Dec 2011
    Posts
    168
    Eles não devem ter contabilizado servidores voltados para web e e-mail bem como as máquinas virtuais. Afinal, em 1U de um datacenter/colocation operado pelos frequentadores deste fórum facilmente têm mais de 30 servidores virtuais Linux.

  4. #4
    Quero ser Guru
    Data de Ingresso
    Nov 2012
    Localização
    Indaial - SC
    Posts
    44
    Hoje, as soluções corporates de autenticação e diretório são praticamente todas da Microsoft.

    O mundo corporate tem um perfil diferente do mundo de telecom (hospedagem, telefonia, datacenter e etc).

    95% das empresas que conheço e que tem infra/ERP internos usam ambientes Microsoft (hoje o visual studio é uma das melhores IDEs no mercado por exemplo).

    Como eu sempre digo, não é a Microsoft ou qualquer empresa de produtos que paga meu salário e sim o meu cliente/empresa que quer a coisa funcionando sem se encomodar.

    E antes que venham me criticar eu trabalho mais com Linux e VMware do que Microsoft, mas não posso deixar de lado as soluções deles, pois o mercado pede isto. E tenho que conhecer também outros produtos.
    | VMware Certified Professional 5 | MCSA Windows Server 2012 | Red Hat Certified Engineer | https://www.linkedin.com/in/alanbesen |

  5. #5
    Louco pelo WHT Brasil
    Data de Ingresso
    Dec 2011
    Posts
    168
    Citação Postado originalmente por alanbesen Ver Post
    Hoje, as soluções corporates de autenticação e diretório são praticamente todas da Microsoft.
    Entendo. Mas baseado na sua experiência, você imagina que o somatório de todos os servidores ERP, de compartilhamento de pasta, autenticação etc. que as empresas usa supera o número de servidores voltados para web (como os típicos de datacenter)? Eu suspeito que Google, Facebook e Akamai tenham mais servidores que todas as empresas com seus servidores corporativos somados. O que acham?

  6. #6
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,030
    Para opiniar é preciso ler o relatório completo da pesquisa. Os dados publicados não tem significado.

  7. #7
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Jul 2011
    Posts
    1,036
    Faltou levar em conta aqui a tendência SaaS: se você ao invés de ter um servidor Linux interno contrata um SaaS rodando Linux, o Linux sai da conta do seu uso de servidores, mas você continua rodando Linux.

    Outro possível fator é que em muitas empresas Linux era apenas o firewall da rede, porque toda a TI era MS mas outros firewalls ou custavam caro (Checkpoint Firewall-1) ou não funcionavam direito (tipo o da Microsoft). Hoje há uma oferta de appliances de firewall mais compatível com o bolso dos usuários (Fortigate, Mikrotik, SonicWall) e que mesmo que usem Linux ou BSD como base operacional não são contabilizados como Linux.

    Às vezes se tenta ler algo de números quando eles não mostram o fenômeno completo...

  8. #8
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,030
    Se flexibilizar muito, Windows Server, Linux e Unix acabam tomando uma surra dos firmware da DLink & Cia com seus modems-roteadores rodando DNS, DHCP, firewall.

  9. #9
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Localização
    /sc/rionegrinho
    Posts
    1,036
    Citação Postado originalmente por 5ms Ver Post
    Se flexibilizar muito, Windows Server, Linux e Unix acabam tomando uma surra dos firmware da DLink & Cia com seus modems-roteadores rodando DNS, DHCP, firewall.
    hehehe, fato. E isso comprova mais uma vez que os resultados esqueceram de muitas variáveis.
    Alexandre Silva Hostert

    Veezon
    Gerenciamento de Servidores


    http://veezon.com.br
    http://br.linkedin.com/in/alexandreveezon

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •