Resultados 1 a 3 de 3
  1. #1
    Moderator
    Data de Ingresso
    Oct 2010
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    12

    Como descartar o lixo eletrônico?

    Estima-se que mais de 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico sejam descartados por ano no mundo. Quando lançados em aterros ou lixões, metais pesados – como chumbo, mercúrio, cádmio e bário –, presentes nesse tipo de lixo, contaminam o solo e os lençóis freáticos e podem se dispersar como partículas no ar, trazendo sérios prejuízos à saúde humana.
    Para entender o risco ambiental, basta lembrar que mais de 90% da água que bebemos vem de fontes subterrâneas, que podem ser contaminadas por produtos jogados em terrenos ou rios.
    Então o que fazer?
    Se o produto ainda tem utilidade, a melhor solução é fazer uma doação para entidades filantrópicas.
    Mas e o que é lixo mesmo? Como garantir que os resíduos serão descartados de maneira correta?
    Já existem várias empresas que oferecem serviço de coleta domiciliar de eletroeletrônicos e que garantem que seu lixo receberá tratamento adequado. Mas não existe em todo o Brasil e é um serviço pago. Elas se propõem a encaminhar para reciclagem todos os materiais que podem retornar ao processo produtivo - ferro, cobre, alumínio, plásticos, e a descartar com segurança, em lugares apropriados, para evitar contaminação, os resíduos que necessitam de tratamento final, como purificação, aterramento ou incineração.
    Logística Reversa
    Um bom exemplo nesta área é o da Dell, que já oferece a bastante tempo um programa de reciclagem gratuito de seu produtos. Esse tipo de iniciativa agora será obrigatória para todos os fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes de produtos eletroeletrônicos e seus componentes. Com a entrada em vigor da Política Nacional de Resíduos Sólidos, instituída pela Lei nº 12.305, de 02 de agosto de 2010, todos deverão implementar sistemas de logística reversa, mediante retorno dos produtos após o uso pelo consumidor, e de manejo dos resíduos sólidos.
    Após o uso, os consumidores deverão efetuar a devolução do lixo eletrônico aos comerciantes ou distribuidores, e estes devolverão aos fabricantes ou importadores dos produtos, para que dêem destinação ambientalmente adequada aos rejeitos, na forma estabelecida pelo órgão competente do Sisnama e, se houver, pelo plano municipal de gestão integrada de resíduos sólidos.
    Essa política está chegando tarde, mas antes tarde do que nunca.

  2. #2
    Guru Junior
    Data de Ingresso
    Oct 2010
    Posts
    183
    relacionado ao lixo eletrônico, li a algum tempo, que um datacenter Alemão, doa os servidores para escolas da região dele, lendo seu post, fiquei curioso em saber o que a escola faz quando eles não servirem para mais nada

  3. #3
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Nov 2010
    Posts
    1,610
    Citação Postado originalmente por Psilva Ver Post
    relacionado ao lixo eletrônico, li a algum tempo, que um datacenter Alemão, doa os servidores para escolas da região dele, lendo seu post, fiquei curioso em saber o que a escola faz quando eles não servirem para mais nada
    Uma vez ouvi de um comerciante que tinha uma coleta de descarte de pilhas, ele comentava que ningu[ém recolhia aquele lixo, então ele acabava descartando no lixo mesmo.

    Complicado acharmos que existe toda uma preocupação com isto, e depois lá na frente, mal sabemos que é tratado como lixo comum.

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •