Resultados 1 a 4 de 4
  1. #1
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,042

    Telefonica lança Vivo Cloud Plus

    A Telefônica Vivo migrou a sua plataforma de cloud para o seu data center, localizado Santana do Parnaíba (SP), que foi e inaugurado em setembro do ano passado. Agora o Vivo Cloud Plus passa a oferecer, por meio de um único fornecedor, integração da rede de comunicação ao centro de dados e aos seus produtos de segurança em ambiente mais moderno.

    Por possuir rede e data centers próprios, a operadora espera com a sua plataforma de cloud expandir a oferta e a participação em um segmento em que predominam empresas de TI. “A Telefônica Vivo desenvolve soluções para ser reconhecida no setor corporativo cada vez mais como uma prestadora de serviços completos em TI, dados e telecomunicações”, informa a companhia.

    O serviço de IaaS (Infrastructure as a Service) da Telefônica Vivo é baseado na tecnologia Vblock, criada pela empresa VCE, joint venture da Cisco, EMC e VMware para integrar componentes de processamento, balanceamento, virtualização e armazenagem. Segundo a operadora, essa arquitetura, simplifica a aquisição, implantação e operação de soluções de data centers, com ganho substancial de eficiência operacional e maior competitividade.

    Com a migração da plataforma de cloud, a Telefônica Vivo estima ampliar a presença no segmento de TI e poder oferecer aos clientes corporativos o mais moderno e eficiente data center da América Latina, localizado Santana do Parnaíba. O site, que recebeu investimento de R$ 400 milhões, está concentrando todas as plataformas de serviços em nuvem da companhia, incluindo a do Vivo Cloud Plus e demais ofertas de SaaS.

    Os serviços em nuvem são uma das verticais estratégicas em que a Telefônica Vivo aposta para fornecer produtos e soluções ao mercado corporativo. As demais áreas são: segurança da informação, serviços financeiros, applications, machine to machine (M2M), e-health, content delivery network (CDN) e advertising.
    Telef

  2. #2
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,042

    Telefônica/Vivo launches corporate service to gain share in cloud computing

    Brazilian carrier Telefônica/Vivo launched this Wednesday (Jun 27) Vivo Cloud Plus, a new cloud computing services portfolio aimed at corporate customers.

    The initiative falls under the company's strategy of gaining share in cloud computing and increasing its presence in the IT outsourcing and services market, officials told reporters during a company conference.

    Initially, Telefônica/Vivo's cloud offering will be based on an infrastructure-as-a-service (IaaS) model only. The service is based on the Vblock technology developed by VCE, the JV formed by Cisco, EMC and VMware to integrate components of processing, virtualization and storage.

    However, Telefônica/Vivo general director Paulo Cesar Teixeira does not rule out extending the portfolio to include platform-as-a-service (PaaS) and software-as-a-service (SaaS) over time.

    "We believe we have advantages in offering cloud services by being a telco. We have what other IT companies do not have, which is the connectivity," said Teixeira.

    The director dismissed suggestions that the company's entrance into the niche is a bit late, saying that this was the right moment to enter considering the "maturity" level of the local market.

    The service will be offered from the company's main data center in Brazil - Telefônica Brasil has a total of eight - located in Santana do Parnaíba, in greater São Paulo.

    The firm says it is ready to offer private, public and hybrid cloud models.

    "A few years ago Telefónica started to comprehensively focus on IT. It launched Telefónica Digital and created eight business verticals - one of them being cloud computing," said Telefônica/Vivo corporate business director, Silvio Antunes.

    The other verticals are information security, financial services, applications, M2M, e-health, content delivery networks (CDN) and advertising.

    Antunes said the company completed the migration of its cloud platform to the Santana do Parnaíba data center about one month ago.

    The firm claims to already have 20 clients of the service, from the financial, education and services verticals. Although the solution is scalable and adaptable to all types of firms, Telefônica is mostly targeting medium to large companies, while all segments are being eyed.

    According to Teixeira, IT services still represent a small portion of the company's business - he declined to provide a number - but the group is coming "with all its force" to fight for that market.
    BNamericas Subscribers

  3. #3
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,042

    Telefónica to expand Brazil datacenter next year, confirms general director

    Spanish telecoms giant Telefónica (NYSE: TEF) plans to expand its main Brazilian data center in 2014, Telefônica Brasil's general director, Paulo Cesar Teixeira, confirmed.

    The 33,600m2, 400mn-real (US$181mn) data center, launched in September 2012, is the country's largest and one of the largest in Latin America. The facility is located in the city of Santana do Parnaíba, in greater São Paulo.

    Last week, during Amdocs' In Touch conference in Singapore, Telefónica global CIO Phil Jordan said the company's IT infrastructure convergence in Brazil was the group's "most advanced" in the world, and he revealed that the Santana do Parnaíba data center would be expanded "soon" as part of the telco's strategy of evolving into an ICT firm.

    "We have two main areas at this site. One is already operational, which is this facility here. We are now preparing to launch our second data haul next year, eyeing the expansions we are doing both to support our own IT infrastructure and to provide IT services to customers," Teixeira said during a conference at the facility this Wednesday (Jun 25).

    According to Teixeira, the company is already setting aside Capex for the expansion.

    Questioned about tax breaks, he added that Telefônica/Vivo is studying submitting the project of the second data haul to REPNBL, the tax exemptions program for telecoms infrastructure works under national broadband plan PNBL.
    BNamericas Subscribers

  4. #4
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,042

    Telefônica entra na disputa pela nuvem corporativa

    Operadora diz que será agressiva e já planeja a construção de segundo data hall em Santana de Parnaíba (SP)


    Há um aparente consenso sobre a maturidade do mercado brasileiro para a computação em nuvem corporativa, facilmente percebida pela ampliação do número de fornecedores no país. Nesta quinta-feira (27), foi a vez da Telefônica Vivo dar início, oficialmente, a sua oferta de cloud computing, a partir do data center construído em Santa do Parnaíba (SP) e inaugurado em setembro. O objetivo da companhia é reforçar sua posição como fornecedora de tecnologia da informação (TI) usando a conectividade como um diferencial e sua presença forte no mercado corporativo para elevar a participação desta fonte de receita no total da operação brasileira.

    A oferta inclui nuvem pública, híbrida ou privada, utilizando a tecnologia VBlock da Cisco, parceira da Telefônica Vivo para nuvem, e está focada, neste momento, em infraestrutura como serviço (Iaas). No entanto, a companhia tem planos de avançar em software como serviço e gerenciamento do ambiente de TI dos clientes.

    "Acreditamos que a evolução de TI passa por serviços na nuvem, dada a necessidade de velocidade de implementação de projetos e otimizacao de investimentos. A vantagem do nosso grupo em relação aos players tradicionais é entregar esse trafego em qualquer ponto", afirmou Silvio Antunes, diretor da Telefônica Vivo para a área.

    A entrada da Telefônica Vivo em cloud computing se dá depois do movimento de Oi e Embratel neste sentido, para ficar entre as concorrentes em telecomunicações, uma vez que diversos fornecedores de peso de tecnologia, como IBM e HP, e outros independentes, como Alog e Ascenty também já atuam no mercado local.

    A concorrência, porém, é vista de forma natural pelos executivos da empresa do grupo espanho. Para os executivos da companhia, a Telefônica Vivo chega para concorrer pela nuvem corporativa no Brasil, justamente no momento de demanda explosiva. "Não acho que entramos atrasados", declarou o diretor geral da companhia, Paulo Cezar Teixiera, após questionado por jornalistas, para complementar: "as empresas acordaram para que podem ter essa infraestrutura em cloud na mão, em vez de construir suas próprias soluções. Estamos entrando na hora certa, com o mercado pouco explorado e muito potencial de crescimento".

    O diretor geral da Telefônica Vivo também lembrou que a subsidiária tem o apoio da matriz para apostar em cloud. A unidade espanhola inaugurou também recentemente um data center em Madrid e adquiriu uma empresa voltada para cloud, como forma de se firmar no segmento.

    Além disso, a companhia pretende usar sua capacidade de monitorar e gerenciar a rede para oferecer diferencias de segurança, por exemplo. "Podemos identificar o tráfego malicioso e bloquear apenas ele, deixando os clientes acessarem o sistema, por meio de uma solução anti-DDOS", explicou Antunes.

    A Telefônica Vivo que investiu R$ 400 milhões no data center de Santana do Parnaíba, inaugurado em setembro, já planeja a construção do segundo data hall. De acordo com Teixiera, já há Capex dirigido a este projeto em 2014.
    Telef

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •