Brasil paga US$ 650 milhões ao ano pelo tráfego de dados nos EUA

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse nessa quinta-feira, 11, que o Brasil paga cerca de US$ 650 milhões anuais aos Estados Unidos para trafegar seus dados de internet por lá.

Em audiência pública, o político assumiu o mesmo tom de outras autoridades ao defender a descentralização do controle da internet. “Além de tornar o serviço mais barato, agora temos outros motivos para defender isso”, afirmou em referência às denúncias de espionagem ilegal.

Em 2012, Bernardo diz ter cobrado a necessidade de uma governança multilateral durante a Conferência Mundial de Telecomunicações Internacionais, realizada em Dubai. No entanto, segundo ele, a proposta não foi recebida com bons olhos.

“Fomos criticados por americanos, que disseram que esse interesse em descentralizar o tráfego de dados esconderia uma tentativa de querer controlar a internet”, frisou o ministro, segundo o qual houve pressão para que países favoráveis à democratização do gerenciamento online não assinassem o tratado.

O ministro alerta que a “vulnerabilidade é um problema de todos” e, por isso, o Brasil não vai limitar o assunto a uma questão bilateral. “Trata-se de uma oportunidade para o mundo todo ter conhecimento desses fatos. Não podemos deixar de ficar indignados com essa xeretagem a nível mundial”, acrescentou.

Paulo Bernardo aproveitou a ocasião para fazer um apelo por mais investimentos em Ciência e Tecnologia que garantam autonomia, segurança e independência ao país.

Com informações do Ministério das Comunicações.
link: Olhar Digital: Brasil paga US$ 650 milhes ao ano pelo trfego de dados nos EUA