EUA pagaram milhões a gigantes da tecnologia por dados, diz o "Guardian"

O jornal britânico "The Guardian" publicou documentos que dizem que a Agência Nacional de Segurança americana (NSA, na sigla em inglês) pagou milhões a empresas de tecnologia para cobrir os custos delas com material confidencial fornecido ao governo dos EUA.

A lista de empresas inclui o Facebook, Google, Microsoft e Yahoo, segundo o jornal. Citando documentos fornecidos pelo ex-consultor da NSA Edward Snowden, o "Guardian" afirma que a decisão criou problemas para a agência.

De acordo com o jornal, esta é a primeira prova de que o serviço de inteligência americano pagou empresas para obter informações confidenciais.

"Os problemas do ano passado (...) custaram milhões de dólares a fornecedores do Prism na implementação de cada ampliação --custos cobertos pelas Operações de Fontes Especiais", diz um documento publicado pelo "Guardian" e atribuído à NSA, datado de dezembro de 2012.

Outros lados

Procuradas pelo jornal, o Yahoo! disse que "a lei federal exige do governo americano o reembolso de fornecedores pelos custos decorrentes de respostas a processos legais e compulsórios impostos pelo governo". "Pedimos ressarcimento de acordo com esta lei."

O Facebook disse que "nunca recebeu compensação alguma ligada a uma resposta de pedido de dados do governo". O Google enviou ao "Guardian" uma declaração genérica negando que fizesse parte de qualquer programa de monitoramento do governo, e disse que "aguarda resposta das autoridades do governo ao pedido da empresa de publicar pedidos de dados de segurança nacional".

Com isso, o Google afirma que mostrará que "nossa colaboração com as leis de segurança nacional americana estão muito distantes de ser as acusações exageradas ainda hoje publicadas na imprensa".

A Microsoft, a Casa Branca e a NSA não responderam à reportagem, segundo o jornal.
link: TI Rio