Conheça a mulher que faz a voz do Siri, assistente virtual do iPhone

DE SÃO PAULO

Atualizado às 11h59.
Por trás da tecnologia da Siri, assistente virtual do iPhone lançado em outubro de 2011, há a voz uma mulher real.


Segundo revelou a rede "CNN", Susan Bennett, moradora do subúrbio de Atlanta (EUA) e dubladora desde 1970, é a pessoa que empresta a voz para os aparelhos da Apple --veja aqui o vídeo com a entrevista exclusiva.


Bennett, incialmente, disse que não queria notoriedade, mas decidiu ir a público depois que o site de tecnologia "The Verge" postou um vídeo, no mês passado, dizendo que outra profissional de dublagem, chamada Allison Dufy, era a voz do Siri.


"Pareceu que todos estavam procurando saber quem era a real voz por trás do Siri, então eu pensei, bem, sabe de uma coisa? Essa é a hora", disse.


O trabalho para o assistente de voz da Apple começou em 2005, com a ScanSoft, uma empresa de software que estava à procura de uma voz para um novo do projeto.


Durante quatro horas por dia, Bennett tinha que gravar frases sem saber exatamente para quê elas seriam utilizadas.


"Há algumas pessoas que podem ler por horas sem problema. Eu fico extremamente entediada... Então fiz algumas pausas. Essa é uma das razões pela qual a Siri pode, algumas vezes, soar um pouco geniosa", disse Bennett à CNN.

"Algumas das frases podem ter registradas nos últimos 15 minutos das quatro horas seguidas."


Bennet começou a fazer trabalhos de dublagem e narração por acaso. A americana sempre esteve envolvida com música --na universidade ela cantou em algumas bandas e chegou a fazer turnês como cantora de apoio. Até hoje ela e o marido Rick Hinkle --guitarrista, compositor e engenheiro de som-- ainda tocam em uma banda, principalmente em eventos privados.


Na década de 1970, quando ela entrou no Doppler Studios, em Atlanta, para fazer um jingle, gravou uma narração a pedido do dono do estúdio por "não ter sotaque".


Desde então, não parou mais: a voz de Bennet já apareceu em diversos comerciais, sistemas de telefonia, aparelhos de GPS e até em sistemas de som de alguns aeroportos. Segundo ela, amigos já desconfiavam que ela fazia a voz do Siri.


A Apple, como de costume, não confirma a informação. Mas a CNN diz ter confirmado que Bennett é de fato a voz da Siri com a ajuda de Ed Primeau, um perito forense de áudio há três décadas, que já analisou centenas de gravações.


Na última atualização do sistema operacional, o Siri ganhou novas vozes (masculinas e femininas) e integração com buscas do Twitter, Wikipedia e Bing.
Folha de S.Paulo - Tec - Conhea a mulher que faz a voz do Siri, assistente virtual do iPhone - 04/10/2013