NSA investe no desenvolvimento de computador quântico capaz de decifrar senhas

Washington - A Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) dos EUA investe na construção de um computador quântico que pode decifrar qualquer senha, mesmo a de mais alta segurança. A informação é do jornal “Washington Post”, com base em documentos do ex-técnico da CIA Edward Snowden.

De acordo com os documentos vazados por Snowden, o trabalho da NSA é desenvolvido em grandes salas, conhecidas como células Farday, revestidas com metal para evitar vazamentos eletromagnéticas, e fazem parte de um programa de pesquisa de 79,7 milhões dólares.

O desenvolvimento da computação quântica é um objetivo perseguido há anos pela comunidade científica, e a NSA, a União Europeia e a Suíça fizeram progressos significativos na última década.

Um computador quântico é muito mais rápido do que um comum. É capaz de decifrar quase todas as formas de codificação, inclusive as de segurança mais elevadas empregadas para proteger segredos de Estado, transações financeiras, informações médicas e de negócios.

Especialistas em informática e físicos consultados pelo jornal americano consideram, no entanto, que a NSA não está mais próxima que a comunidade científica no alcance da ambiciosa meta da computação quântica.

- Parece pouco provável que a NSA tenha chegado tão longe sem que ninguém tenha tomado conhecimento antes - afirmou o professor Scott Aaronson, do MIT.

Há uma década, alguns especialistas afirmaram que o computador quântico poderia vir nos próximos dez ou cem anos, enquanto há cinco anos a previsão foi de pelo menos dez anos. A diferença entre a computação quântica e a clássica é que, enquanto a primeira usa os “bits quânticos”, que são, simultaneamente, zeros e uns, a segunda usa o sistema binário - ou zeros ou uns.

Um computador clássico, mesmo que seja rápido, deve fazer um cálculo de cada vez, enquanto um quântico pode evitar fazer cálculos desnecessárias para resolver um problema, o que permite encontrar respostas mais rapidamente. Os computadores quânticos são extremamente delicados. O sistema pode falhar caso não seja protegido adequadamente.
link: TI Rio