Resultados 1 a 2 de 2
  1. #1
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,049

    ANAC vai "flexibilizar" direitos de passageiros durante a Copa

    Companhia aérea poderá se livrar de multa por falta de hotel na Copa

    RICARDO GALLO
    DE SÃO PAULO
    21/03/2014 03h00

    A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) abriu a possibilidade de não multar as empresas aéreas na Copa do Mundo caso elas não consigam, por falta de vagas disponíveis, colocar passageiros em hotéis, pousadas ou outro tipo de acomodação.

    Resolução da Anac, de 2010, obriga as companhias a acomodar passageiros em "local adequado" se um voo atrasa mais de quatro horas -as empresas costumam recorrer a hotéis conveniados, mas podem ser usadas, entre outros, salas VIP, pousadas, auditórios e restaurantes.

    A norma vale também para cancelamentos, overbooking ou interrupção de voo.

    As empresas sustentaram que, se um problema (como os nevoeiros comuns em junho e julho) fechar aeroportos de alguma cidade-sede da Copa, vai se correr o risco de não haver onde acomodar o passageiro que ficar no chão.

    Santos Dumont (Rio), Curitiba e Porto Alegre são alguns dos aeroportos que mais interrompem as operações no inverno em razão da neblina.

    Há outros possíveis problemas: em Cuiabá e em Fortaleza, as vagas em hotéis podem não ser suficientes para abrigar a demanda de turistas se for preciso o pernoite de passageiros em acomodações.

    REUNIÃO

    Em reunião na semana passada, segundo o relato de dois presentes, a Anac informou às empresas que os fiscais da agência continuarão, como fazem hoje, a elaborar autos de infração se constatarem falta de atendimento.

    Mas, quando a agência for analisar o auto de infração, não aplicará multa se concluir que a empresa fez todo o possível para atender ao passageiro e não pode fazê-lo por razão que exceda seu controle. Para tal, as companhias deverão comprovar a impossibilidade de atendimento.

    "Vamos fazer todo o esforço para atender os passageiros. Caso sejamos autuados e fique comprovado que não tinha hotel, a Anac vai ser flexível nas nossas considerações", diz Tarcísio Gargioni, vice-presidente da Avianca.
    Companhia a

  2. #2
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,049

    Pelegos em ação urbi et orbi

    Passageiros pervertidos. Vida de passageiro não anda fácil.

    Minissaia de aeromoça coloca voo em risco, diz sindicato japonês

    A companhia aérea japonesa Skymark recebeu críticas por causa do novo uniforme das suas aeromoças. A minissaia azul, segundo as queixas, 'mal cobre' as pernas das comissárias e seria 'um convite aberto ao assédio sexual'.

    A Federação Japonesa de comissários de bordo pediu que os uniformes sejam proibidos, uma semana após o lançamento.

    Integrantes da entidade de classe afirmam que o uniforme é 'inadequado' para as aeromoças, que precisam esticar-se e as vezes ajoelhar-se durante o seu trabalho. As comissárias, segundo os sindicalistas, poderiam ser alvo de passageiros pervertidos com suas câmeras fotográficas.

    Segurança de voo. Os críticos dizem que a Skymark Airlines está tratando sua tripulação como 'produtos' em saias demasiado curtas para o trabalho.

    A entidade que representa os comisários de bordo divulgou um trecho de um artigo da lei que proíbe atos que impedem a segurança do voo, que inclui atos de assédio sexual.

    "Entre os deveres dos comissários de bordo está evitar esses incidentes, mas estamos preocupados com o design do uniforme que pode induzir tais atos perturbadores". Diz a nota oficial.
    Última edição por 5ms; 21-03-2014 às 13:36.

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •