Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 17
  1. #1
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,002

    FSP: Google e FB causam dificuldades econômicas aos jornais

    Suzana Singer, ombudsman da Folha de São Paulo desde 2010, explica que a apropriação de grande parte das verbas de propaganda na Internet pelo Google e Facebook está forçando o jornal a restringir a proposta de acesso universal e gratuito à informação de qualidade.

    O Google enriquece empobrecendo a Internet.


    Fechar o cerco na rede
    20/04/2014 05h31

    Suzana Singer

    A Folha está aumentando o cerco ao seu conteúdo na Internet. A medida mais recente foi proibir a quem não é assinante o "copiar e colar". Não dá mais para reproduzir um texto (ou trecho dele) para mandar a um amigo por e-mail, para compartilhar no Facebook ou para incluir em um trabalho de escola.

    Quem tenta copiar e colar se depara com o seguinte aviso: "Textos, fotos, artes e vídeos da Folha estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização (...) As regras têm como objetivo proteger o investimento que a Folha faz na qualidade de seu jornalismo".

    Para compartilhar um texto, o internauta pode indicar o link -quem se interessar acessa o site do jornal, o que faz crescer a audiência.

    A nova medida aumentou a irritação dos leitores on-line. "Não consegui espargir um belíssimo texto de Reinaldo Azevedo. Essa proibição prejudica a própria divulgação daFolha. Você seleciona um artigo, envia para vários amigos, que passam a outros usuários e assim por diante", reclamou Camilo Viana, 83, administrador aposentado.

    O empresário Adriano Claret, 37, queria mandar um trecho da coluna de Elio Gaspari para a sua mãe, mas foi bloqueado. "É tão bizarro quanto colocar 'folhespiões' em bares e, se alguém comentar uma notícia que viu no jornal, o 'folhespião' tapa a boca da pessoa e exige que ela clique no texto no celular em vez de contá-la", argumenta.

    O veto ao "copy paste" é só mais um na série de medidas que a Folha vem tomando para estimular os internautas a assinar o jornal.

    Em 2012, foi instalado o "paywall", sistema que permite uma breve navegação gratuita (20 textos por mês). Depois, no ano passado, houve a restrição nos comentários: só os assinantes podem opinar livremente sobre reportagens e colunas -os demais têm um limite.

    Cobrar pelo noticiário on-line é uma das saídas encontradas pelos impressos para compensar perdas de circulação e de publicidade. O efeito colateral é não aproveitar bem a possibilidade que a internet dá de se espalhar o conteúdo e, consequentemente, a marca.

    A aposta inicial foi que a grande audiência nos sites atrairia tanta publicidade que não seria necessário cobrar nada do leitor, como faz a TV aberta, mas não foi isso o que aconteceu. Boa parte da verba de propaganda desembocou no Google, no Facebook & cia. e a situação econômica dos jornais ficou difícil.

    Agora, resta o papel antipático -e, para alguns, antidemocrático, porque diminui o alcance do debate- de colocar uma catraca no acesso aos textos on-line. À Redação cabe convencer, com um conteúdo realmente de qualidade, o internauta a passar pela roleta.

    Google’s mission is to organize the world’s information and make it universally accessible and useful.

  2. #2
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Nov 2010
    Posts
    1,608
    Navegar com essas restrições é um saco, mas tenho que concordar que para manter a qualidade as vezes é necessário esse tipode atitude.

    Eu gostaria de saber como o climatempo por exemplo consegue sobreviver sendo que o google coloca a previsão do tempo no próprio buscador, tirando a audiencia do site dos caras...

    E não duvido, que em um futuro não muito distante o google ofereça servidores com cpanel e faça o mesmo com as empresas de hospedagem huahuaahauahuha
    oGigante.com*• Revenda de Hospedagem Cloud Linux + WHMCS Grátis
    VWhost.com.br • Revenda de Hospedagem Linux Cpanel + CloudFlare
    Zocka.com.br • Hospedagem de Sites Cpanel + Construtor de Sites

  3. #3
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Jul 2011
    Posts
    1,036
    Detalhe que para postar esta matéria aqui foi necessário driblar o Javascript que proíbe copy-paste...

  4. #4
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,002
    De fato, não driblei o javascript ou sou assinante. Existe uma terceira via.

  5. #5
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,002

    Here Comes Facebook’s Ad Network: Mobile Ads Launching This Month

    April 20, 2014, 4:28 PM PDT

    By Mike Isaac

    Lots of people have wanted Facebook to build an ad network for a long time.

    Here it comes. Facebook will take the wraps off its plans for a mobile ad network at its “F8″ developer conference in San Francisco at the end of the month, according to multiple sources familiar with the matter.

    Facebook will pitch the ads to publishers and developers as a way to leverage the social network’s vast database of user information for better ad targeting. And Facebook wins by expanding its ad reach — now it can make money from its billion-plus users even when they’re not on Facebook’s own properties.

    Facebook declined to comment.

    This shouldn’t be a shocker. People inside and outside of Facebook have wanted the company to build an ad network for years, and it has dabbled in fits and starts. In January, Facebook announced that it was experimenting with ways to sell ads on other people’s apps, and describing the test as a “like a mobile ad network.”

    In the past, Facebook stayed away from building out an ad network because it was busy trying to sell ads on its own Web site. And it couldn’t contemplate a mobile ad network until recently because it didn’t have any mobile ads of its own.

    But that has changed dramatically in the last two years. In the last three months of 2013, mobile ads generated $1.24 billion for Facebook — more than half the company’s overall ad revenue. And we’ll get another peek at how well that business is doing when Facebook reports its first-quarter earnings later this week.

    A good chunk of that — perhaps 50 percent of more — comes from “app-install” ads, which prompt users to download apps or re-engage with apps they’ve already installed. The ad product was initially an afterthought in Facebook’s mobile ad strategy, led by Facebook engineering and platform leader Mike Vernal, who at one point only had a single engineer working on the project.

    Vernal has since been promoted to a Vice President of Engineering in charge of platform and other areas, and is now on the “M-Team” — Mark Zuckerberg’s inner circle of trusted advisors, according to multiple sources.

    Facebook won’t be playing in the space alone. The company will take on Google’s existing AdMob mobile network, as well as smaller players like Millenial Media. And now Twitter is entering the fray, by linking its MoPub ad network to its ad buying platform, and rolling out app install ads of its own.

    Peter Kafka contributed additional reporting.
    http://recode.net/2014/04/20/here-co...ng-this-month/

  6. #6
    Moderador
    Data de Ingresso
    Oct 2010
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    2,679
    Citação Postado originalmente por 5ms Ver Post
    De fato, não driblei o javascript ou sou assinante. Existe uma terceira via.
    Tipo usar o lynx em uma sessão de terminal? :-P

  7. #7
    Moderador
    Data de Ingresso
    Oct 2010
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    2,679
    Citação Postado originalmente por chuvadenovembro Ver Post
    Navegar com essas restrições é um saco, mas tenho que concordar que para manter a qualidade as vezes é necessário esse tipode atitude.

    Eu gostaria de saber como o climatempo por exemplo consegue sobreviver sendo que o google coloca a previsão do tempo no próprio buscador, tirando a audiencia do site dos caras...

    E não duvido, que em um futuro não muito distante o google ofereça servidores com cpanel e faça o mesmo com as empresas de hospedagem huahuaahauahuha
    Climatempo sobrevive vendendo informação, monitoramento e alertas detalhados aos clientes que interessam (governos e fazendeiros)...

  8. #8
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,002
    Citação Postado originalmente por cresci Ver Post
    Tipo usar o lynx em uma sessão de terminal? :-P
    Essa é a quinta via. A quarta via é wget. Eu usava wget antes de descobrir a terceira via, que (ainda) está disponivel no site para qualquer leitor.

  9. #9
    Aspirante a Evangelist
    Data de Ingresso
    Jul 2012
    Posts
    352
    Código fonte?

  10. #10
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,002
    Não. Direto no site da Folha, sem nenhuma dificuldade.

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •