Prefeitura inaugura cadastro para domínio virtual que leva o nome da cidade do Rio

Publicado em: 26/08/2014

RIO - O Rio de Janeiro será a primeira cidade da América Latina a ter um domínio virtual com seu nome. Conforme adiantado por Ancelmo Gois em coluna no GLOBO, a prefeitura lançou, nesta segunda-feira, o portal eletrônico http://meudominio.rio, que fará o cadastro dos interessados em ter o identificador “.rio”, substituindo o tradicional “.com.br’’, em seus sites. De acordo com o prefeito Eduardo Paes, qualquer morador ou empresa identificada com a cidade poderá utilizar a extensão. Nessa primeira fase, que vai até 29 de dezembro, o cadastro servirá para medir a demanda e manter os interessados informados a respeito do andamento do projeto. A partir de 5 de janeiro de 2015, os domínios poderão ser adquiridos.

— Queremos que as pessoas façam o maior uso possível da marca. Isso vai ajudar a divulgar a cidade no mundo inteiro. Eu, por exemplo, vou cadastrar o site eduardopaes.rio — afirmou o prefeito.

Comitê avaliará pedidos

De acordo com Paes, a edição de hoje do Diário Oficial do município notifica a criação de um comitê gestor para avaliar os nomes de sites propostos. Alguns só poderão ser usados por empresas específicas, e a prefeitura já reservou os direitos sobre domínios genéricos como ‘‘ipanema.rio’’, entre outros. Os sites propostos também não podem dar a impressão de que são portais de serviços públicos municipais, estaduais ou federais nem parecerem endereços eletrônicos de eventos tradicionais do Rio, como o carnaval. Além disso, nomes que designam patrimônios ou locais famosos da cidade serão vetados para o uso comum.

— O que queremos é evitar ações de espertalhões que podem, por exemplo, cadastrar o domínio copacabanapalace.rio e depois tentar vendê-lo para o hotel. O cadastramento é muito importante nesse sentido — disse Paes, enfatizando que não haverá censura a nomes críticos.

— Não pode ser algo nocivo à cidade, mas não temos o direito de censurar aqueles que criticam o Rio de Janeiro.

O direito de utilizar o domínio ‘‘.rio’’ foi adquirido pela prefeitura junto à Internet Corporation Assigned Names and Numbers (Icann) por US$ 180 mil. A Icaan funciona como uma espécie de cartório virtual de domínios, que os vende para organizações interessadas, sob determinadas condições. Segundo Eduardo Paes, o custo para manter a licença será pequeno para a prefeitura.

O chefe-executivo de novas mídias digitais da prefeitura, Pedro Perácio, avalia que a procura será grande:

— Quem usar o domínio vai se aproveitar da marca da cidade. Além disso, digitar “.rio” é mais simples que “.com.br”, o que ajudará os internautas.

Custo estimado em R$ 65

Além do Rio, as cidades de Nova York, Londres, Paris, Tóquio, Barcelona, Roma e Berlim também têm domínios com seus nomes. O custo para quem quiser manter um site ‘‘.rio’’ ainda não foi divulgado, mas a prefeitura estima que deverá estar dentro do padrão internacional, em torno de US$ 30 anuais. Com a conversão, o valor ficará entre R$ 60 e R$ 65 por ano.
link: http://www.tirio.org.br/TI-RIO-Notic...Rio-32855.html