Resultados 1 a 2 de 2
  1. #1
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,019

    Privataria do PT: Eletrobras estuda venda de distribuidoras de energia

    O Santander fez um estudo de diversas alternativas de alienação de parte ou totalidade das distribuidoras.

    31/03/2015 às 18h43

    O diretor financeiro e de relações com investidores da Eletrobras, Armando Casado, admitiu nesta terça-feira a possibilidade de a estatal se desfazer parcial ou integralmente das distribuidoras de energia controladas pela companhia. Segundo ele, a estratégia para essas empresas deverá ser colocada em prática após a definição do modelo de renovação das concessões de distribuição.

    “O Santander fez um estudo de diversas alternativas de alienação de parte ou totalidade das distribuidoras. Essas alternativas ficaram, por determinação do conselho [de administração da Eletrobras], em caráter confidencial, fazendo uma certa sinergia com o trabalho da [consultoria] Roland Berger, de um estudo maior, de reestruturação empresarial. Mas obviamente ele não pode ser divulgado porque ainda não temos as condições de renovação estabelecidas. Assim que tivermos isso vamos dar o andamento a esses trabalhos”, disse o executivo, em coletiva de imprensa, sobre os resultados da companhia em 2014.

    A Eletrobras possui a totalidade das ações de seis distribuidoras, localizadas no Amazonas, Acre, Rondônia, Roraima, Piauí e Alagoas. A empresa também tem o controle da distribuidora goiana Celg D, da qual possui 51% de participação.
    http://www.valor.com.br/empresas/398...-da-eletrobras

  2. #2
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,019
    A derrocada da Eletrobras

    Desde 11 de setembro de 2012, quando foi editada – com muita fanfarra – a medida provisória que alterou o sistemas de concessão do setor elétrico e reduziu (de forma eleitoreira) as tarifas, as ações da Eletrobras desabaram.

    Aos números:

    * As ações preferenciais valiam 18,64 reais no dia da edição da MP e no fechamento do pregão de ontem valiam somente 6,80 reais -uma perda de 63,5%.

    *As ações ordinárias valiam 12,28 reais no dia 11 de setembro de 2012 e no fechamento do pregão de ontem valiam 5,76 reais, uma queda de 53,1%.

    A propósito, pior do que o desempenho da Eletrobras só a ação ordinária da Petrobras que ontem valia 9,58 reais, ou seja, perdeu 67,4% desde o dia 27 de setembro de 2010, data da “maior capitalização já realizada em todos os tempos” feita na gestão de José Gabrielli.

    Por Lauro Jardim

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •