Resultados 1 a 10 de 10
  1. #1
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    14,983

    BNDES e BB financiarão provedores regionais para implantação de redes de fibra ótica

    Maximiliano Martinhão (Secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações) e Jorge Bittar (Presidente da Telebras) anunciaram durante o 7º ISP (Encontro Nacional de Provedores de Internet e Telecomunicações), realizado pela Abrint, que os ajustes com o Ministério do Planejamento estão sendo finalizados e o Plano Banda Larga para Todos deve ser anunciado ainda nesse mês de junho.

    "Desde o início do PNBL (Programa Nacional de Banda Larga) os pequenos provedores foram parceiros da iniciativa e temos a satisfação de ver que deu resultado. Agora vocês estarão no núcleo da política de universalização da banda larga. Estamos trabalhando com o BNDES e o Banco do Brasil para financiar a implantação de redes de fibra ótica (pelos provedores regionais) em 1,2 mil municípios com menos de 100 mil habitantes" - Maximiliano Martinhão - Secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações.

    "Considero que os pequenos e médios provedores são os bandeirantes do século 21, desbravando esse País, entendendo a Internet como peça fundamental da sociedade e da economia do século XXI" - Jorge Bittar - Presidente da Telebras

    Também durante o 7º ISP Abrint 2015, João Rezende (Presidente da Anatel) enfatizou os benefícios da entrada em vigor, até o final deste ano, da resolução conjunta entre a ANATEL e ANEEL para o uso de postes como fomentador da competição e o leilão de sobras do espectro de 2,5 GHz para uso com tecnologia TDD (LTE fixo), que tem frequências livres em mais de 4,6 mil municípios brasileiros.
    http://www.blog.sinco.net/2015/06/bndes-bb-pnbl.html

  2. #2
    Web Hosting Guru
    Data de Ingresso
    Jul 2011
    Localização
    Redenção-Pará
    Posts
    332
    Aqui na minha cidade tem um provedor que já abocanhou mais de 5k para uma rede de mais de 300km. Do Tocantins ao Sul do Pará.

  3. #3
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    14,983
    5 mil reais?

  4. #4
    Web Hosting Guru
    Data de Ingresso
    Jul 2011
    Localização
    Redenção-Pará
    Posts
    332
    Pensa na vontade de ter a opção "Editar", disponível para mim. rs

    5 Milhões, parte BB outra parte BNDES. Esta trazendo a fibra em poste de energia comum. :S

  5. #5
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    14,983
    300Km, de poste em poste, tem tudo para dar errado

  6. #6
    Aspirante a Evangelist
    Data de Ingresso
    Jul 2012
    Posts
    352
    Citação Postado originalmente por 5ms Ver Post
    300Km, de poste em poste, tem tudo para dar errado
    Pensei a mesma coisa.

  7. #7
    Web Hosting Guru
    Data de Ingresso
    Jul 2011
    Localização
    Redenção-Pará
    Posts
    332
    Citação Postado originalmente por 5ms Ver Post
    300Km, de poste em poste, tem tudo para dar errado
    Também pensei nisto. Pelo projeto deles e para começar operar o Link via fibra mês que vem. Vamos ver. rs

  8. #8
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    14,983
    A antiga rede da antiga Eletronet era um anel de 8 mil Km pendurado em torres de transmissão. O valor do metro do cabo era uma coisa estúpida porque o material tinha que resistir aos elementos. A regeneração e PoPs operavam *dentro* das dependências das distribuidoras de energia, em instalações especialmente planejadas de "segurança máxima" com ar condicionado, alimentação elétrica "perfeita" e "garantida". Mas não muito. Além disso, dispunham de equipes locais de reparo de x em x quilometros e um equipamento chamado OTDR para localizar o local da ruptura. Legal né? De cara, ladrões arrombaram uma dessas instalações e levaram tudo. Era o sinal de largada para os aborrecimentos que viriam a ter com a "cloud Internet".

    Agora imagine quantos acidentes e vandalismo está sujeito um cabo pendurado em um poste. Será que tem redundância? Espero que seja da responsabilidade de uma operadora.

    Lembra asfaltamento de estrada feito nas coxas. Inaugurado com foguetório, dias depois já está todo esburacado.
    Última edição por 5ms; 10-06-2015 às 20:13.

  9. #9
    Moderador
    Data de Ingresso
    Oct 2010
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    2,678
    A cada 40Km precisa de regeneração, logo... É um bom custo.

  10. #10
    Web Hosting Guru
    Data de Ingresso
    Jul 2011
    Localização
    Redenção-Pará
    Posts
    332
    Citação Postado originalmente por 5ms Ver Post
    A antiga rede da antiga Eletronet era um anel de 8 mil Km pendurado em torres de transmissão. O valor do metro do cabo era uma coisa estúpida porque o material tinha que resistir aos elementos. A regeneração e PoPs operavam *dentro* das dependências das distribuidoras de energia, em instalações especialmente planejadas de "segurança máxima" com ar condicionado, alimentação elétrica "perfeita" e "garantida". Mas não muito. Além disso, dispunham de equipes locais de reparo de x em x quilometros e um equipamento chamado OTDR para localizar o local da ruptura. Legal né? De cara, ladrões arrombaram uma dessas instalações e levaram tudo. Era o sinal de largada para os aborrecimentos que viriam a ter com a "cloud Internet".

    Agora imagine quantos acidentes e vandalismo está sujeito um cabo pendurado em um poste. Será que tem redundância? Espero que seja da responsabilidade de uma operadora.

    Lembra asfaltamento de estrada feito nas coxas. Inaugurado com foguetório, dias depois já está todo esburacado.
    Este provedor recebe o Link da G8 de São Paulo pela rede/trafego da Eletrobras.
    Eles terão redundância com os rádios digitais que são utilizados atualmente. Mas, que tem limite passando hoje 1Gbps.

    O boato que rola na cidade, justamente e isto, os provedores concorrentes mandar "Cortar", uns cabos.

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •