Resultados 1 a 2 de 2
  1. #1
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,030

    Unilever: 30% dos cliques em anúncios são realizados por robôs


    Executivo alerta para fraude em anúncios digitais


    25 junho 2015


    Um dos maiores anunciantes do mundo está de olho nos “robôs” que inflam o número de cliques – e, consequentemente, a audiência – dos anúncios publicados na web. De acordo com o diretor global de marketing da Unilever, Keith Weed, 29% de todos os cliques em propagandas veiculadas em sites são efeito dos “bots”, como são conhecidas as ferramentas automáticas criadas para simular audiência que na verdade não existe.

    Segundo diferentes fontes, o uso dessas ferramentas – comum em todo o mundo, incluindo no Brasil – é de US$ 6 bilhões a US$ 10 bilhões por ano, disse Weed, em apresentação ontem no Cannes Lions – Festival Internacional de Criatividade. “Hoje existem mais bots (robôs automáticos) na internet do que seres humanos. Em um website, 29% do tráfego pode ser feito por esses bots”, afirmou. Ele defendeu que a indústria encontre meios para evitar que a fraude seja um fator na compra de anúncios digitais.

    Segundo publicitários ouvidos pelo Estado, o uso dos “robozinhos” para ampliar a audiência é fruto da necessidade de justificar para o anunciante um retorno sobre o investimento na compra de mídia na web. O problema, afirmou uma fonte de mercado, é que as metas de audiência são, na maior parte dos casos, pouco realistas.

    “É muito difícil para uma agência prever a quantidade de cliques que uma ação vai ter”, disse um publicitário. O pagamento pela quantidade de cliques atraídos por um anúncio se tornou uma métrica aceita pelas empresas. “A agência sabe que existem os robôs que inflam audiência. Os diretores de marketing também sabem. Mas os diretores financeiros, não”, explicou uma fonte.

    O problema dos “bots” está longe de ser novo. Segundo um estudo da Incapsula, empresa de estudos de segurança de internet, esses robôs “do mal” responderam por cerca de 30% da audiência da web em 2013 e 2014. “No momento em que compro mídia online, quero ter certeza de que estou interagindo com um ser humano”, afirmou Weed. “Precisamos verificar essas visualizações, porque está se desperdiçando dinheiro no digital.”

    Segundo o vice-presidente de criação e planejamento da agência Sapient Nitro para a América Latina, Marcelo Tripoli, a questão dos “robôs” deve ser discutida na publicidade, mas sem a necessidade de se criar uma polêmica. “Hoje, os grandes anunciantes já têm acesso a ferramentas que permitem uma auditoria sobre a audiência, determinando se ela é de humanos ou de máquinas.” Tripoli diz que, quando há uso de robôs, o anunciante pode ser ressarcido em cliques verdadeiros.

    O executivo da Unilever afirmou ainda que agências, anunciantes e outros parceiros devem buscar o engajamento da audiência criando conteúdos relevantes – num momento em que a atenção do espectador ou leitor está cada vez mais dispersa. Ele defende que as marcas devem investir em temas que “as pessoas queiram compartilhar”.
    http://economia.estadao.com.br/blogs...cios-digitais/
    Última edição por 5ms; 26-06-2015 às 00:11.

  2. #2
    Web Hosting Guru
    Data de Ingresso
    Jul 2011
    Localização
    Redenção-Pará
    Posts
    332
    Só valorizando os lance dos cliques.

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •