Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 17

Tópico: Dólar R$ 3,80

  1. #1
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,019

    Dólar R$ 3,80






    Name Price Chg. Chg. %
    US Dollar Index 96.86 +0.23 +0.23%
    EUR/USD 1.1094 -0.0014 -0.13%
    EUR/BRL 4.2270 +0.0422 +1.01%
    USD/BRL 3.8140 +0.0471 +1.25%
    Última edição por 5ms; 16-03-2016 às 11:11.

  2. #2
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,019

    12:39:13 GMT - Real-time Data

    Name Price Chg. Chg. %
    US Dollar Index 96.84 +0.21 +0.22%
    EUR/USD 1.1086 -0.0022 -0.20%
    EUR/BRL 4.2456 +0.0608 +1.45%
    USD/BRL 3.8295 +0.0626 +1.66%

  3. #3
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,019

    Tombini deve deixar o BC

    Eventual confirmação do ex-presidente Lula no cargo de ministro forte do governo Dilma aponta para mudanças profundas na política econômica, revela o Valor PRO.

    O prêmio de risco dos bônus soberanos brasileiros sobe no início das negociações desta quarta-feira após o Valor PRO, serviço de notícias em tempo real do Valor, de que o presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, pode deixar o cargo.

    Segundo um operador, os títulos do governo brasileiro negociados no exterior são negociados com spreads entre 10 e 20 pontos-base mais altos que na sessão anterior, indicando deterioração na percepção de risco.
    http://www.valor.com.br/financas/448...e-tombini-sair


    16/03/2016 às 09h13
    Dólar bate R$ 3,81 nos primeiros negócios

    SÃO PAULO -
    O dólar comercial abriu em alta nesta quarta-feira e, em poucos minutos de operações, já bateu R$ 3,81. Às 9h12, a moeda americana era transacionada a R$ 3,8141, com elevação de 1,38%.

    Os mercados de câmbio e juros no Brasil vão continuar nesta quarta-feira sob forte influência do noticiário político, com o foco ainda voltado para o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff e a possibilidade de o ex-presidente Lula assumir um ministério no governo.

    O Supremo Tribunal Federal (STF) julga hoje o recurso no qual o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pretende modificar o julgamento sobre as regras de tramitação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, definidas em dezembro do ano passado. A ida de Lula para o governo seria, na visão do Palácio do Planalto, uma forma de fortalecer a presidente, reduzindo, assim, as chances de impeachment.

    Lula deve se reunir novamente com a presidente Dilma nesta manhã e confirmar se vai ou não para o governo. Ontem, o ex-presidente encontrou-se com Dilma.

    Os mercados financeiros tiveram uma reação ruim ontem, diante da leitura de que Lula no governo poderia promover uma guinada à esquerda na política econômica e também atrasar o processo de impeachment de Dilma. O dólar disparou 3,05%, para R$ 3,7623, na maior alta percentual diária em cinco meses. Em dois dias, a moeda americana subiu 4,82%, devolvendo 90% da queda de 5,34% registrada na série de baixas dos quatro dias anteriores. A queda do dólar no mês, que chegou a ser de 10,35%, foi reduzida a 6,03%.

    Nos juros, o dia também foi de pressão, especialmente nos vencimentos mais longos, mais sensíveis ao cenário de risco político.
    http://www.valor.com.br/financas/448...eiros-negocios

  4. #4
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,019

    Lula deverá anunciar nesta manhã ida para governo, dizem aliados

    A entrada de Lula é vista no governo federal como a salvação da presidente, mas é avaliada com preocupação pelo mercado.

    CÁTIA SEABRA
    DE SÃO PAULO
    GUSTAVO URIBE
    VALDO CRUZ
    DE BRASÍLIA
    16/03/2016 08h37


    Aliados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmaram que sua nomeação deverá ser anunciada após um café com a presidente Dilma Rousseff na manhã desta quarta-feira (16).

    Segundo petistas e integrantes do governo, sua nomeação, se confirmada, poderá ser acompanhada da entrada de um time no governo Dilma. Essa seria uma condição imposta por Lula para aceitar o apelo da presidente.

    Além dos dois, participam do café da manhã no Palácio da Alvorada os ministros Jaques Wagner (Casa Civil) e Nelson Barbosa (Fazenda).

    Entre os nomes que Lula gostaria de levar para o Governo está o de Celso Amorim para Relações Exteriores. Não está descartada a substituição de Aloizio Mercadante, na Educação. Outros nomes, como o de Ciro Gomes, são ventilados por petistas.

    Nas conversas, Lula alega que de nada valerá sua chegada ao Governo sem a montagem de uma equipe que sinalize para mudanças, inclusive na política econômica.

    Esta última condição que seria apresentada por Lula preocupa não só o mercado como interlocutores do ex-presidente no empresariado, pelo receio de demandar medidas como venda de reservas internacionais, queda forçada dos juros e liberação de mais crédito na economia.

    Uma guinada na condução política do país justificaria sua presença na Esplanada dos Ministérios e afastaria a tese de que só pretenda escapar da prisão, já que ministros têm prerrogativa de foro privilegiado.

    ...
    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2...-aliados.shtml

  5. #5
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,019

    13:20:05 GMT - Real-time Data



    Name Price Chg. Chg. %
    US Dollar Index 96.91 +0.28 +0.29%
    EUR/USD 1.1065 -0.0043 -0.39%
    EUR/BRL 4.2182 +0.0334 +0.80%
    USD/BRL 3.8127 +0.0458 +1.22% 3.7631 - 3.835

  6. #6
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,019

    Exclamation 14:33:32 GMT - Real-time Data

    Name Price Chg. Chg. %
    US Dollar Index 96.98 +0.34 +0.35%
    EUR/USD 1.1066 -0.0042 -0.38%
    EUR/BRL 4.2581 +0.0733 +1.75%
    USD/BRL 3.8515 +0.0845 +2.24%
    Última edição por 5ms; 16-03-2016 às 13:36.

  7. #7
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,019

    Dólar dispara




    Rumor é que nomeação de Lula para ministério implicará que todos os processos envolvendo o ex-presidente serão movidos para o STF, protegendo familiares e investigados da LavaJato. Precedente é o Mensalão.

    A narrativa é que a estratégia do juiz Moro foi não arrolar implicados com foro especial nos processos da Lava Jato para evitar a transferência dos julgamentos para o STF. Com Lula lá, a perspectiva é que os bons companheiros escapem de Moro.
    Última edição por 5ms; 16-03-2016 às 13:54.

  8. #8
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,019

    A prerrogativa do foro privilegiado

    Se Lula for ministro, dona Marisa e os filhos também se beneficiam?

    Diego Werneck Arguelhes
    16/03/2016


    Se Lula assumir o ministério e ganhar foro privilegiado, será julgado pelo Supremo e não pelo Juiz Moro, em Curitiba. O foro é prerrogativa excepcional do cargo de ministro. O que acontece com dona Marisa, os filhos do ex-presidente e outros investigados?

    O Supremo já precisou enfrentar esse problema diversas vezes nos últimos anos, inclusive por causa da própria Operação Lava-Jato. Tecnicamente, fala-se da ocorrência de “conexão” entre crimes e condutas, que exige que réus sejam julgados em conjunto. Mas o que ocorre quando a conexão encontra o foro privilegiado? A prerrogativa excepcional de um atrai os outros, ou deve-se desmembrar o processo?

    Nem a constituição, nem a legislação processual dão resposta expressa e definitiva sobre a questão. Em vez disso, temos uma pergunta que o Supremo formula e responde caso a caso: há suficiente conexão entre as alegadas condutas dos réus que justifique, para não prejudicar a própria investigação ou a defesa dos próprios réus, que sejam todos julgados pelo Supremo?

    Não há resposta evidente, mas é possível identificar uma preocupação comum na jurisprudência do Supremo: a própria eficiência e consistência das investigações. Se dividirmos o todo em partes, fica inviável compreendê-lo? Corremos o risco de decisões conflitantes e contraditórias sobre os mesmos fatos?

    No mensalão, entendeu-se que sim. O tribunal julgou quase 38 réus, por causa do foro privilegiado de apenas três. O complexo esquema descrito pelo Ministério Público exerceu uma força gravitacional sobre as acusações individuais, transformando a exceção do foro privilegiado em tratamento geral. Sem o todo, não haveria as partes.

    Mais recentemente, porém, o Supremo tem considerado o desmembramento como regra geral. No inquérito contra a senadora Gleisi Hoffman, por exemplo, a resposta foi oposta à do mensalão: decidiu-se pelo desmembramento, que não ameaçaria a compreensão das condutas individuais, ainda que conectadas. Essa tem sido, na verdade, a tendência das últimas decisões tomadas no âmbito da própria Lava Jato: manter o foro privilegiado como algo excepcional e individual.

    Não há uma resposta clara de antemão. Os ministros do Supremo têm espaço para se afastar da própria regra geral que formularam. Com essa liberdade, porém, vem também uma responsabilidade institucional. Qualquer que seja a decisão do Supremo, ela será criação dos ministros, e não simples aplicação textual de regras previamente determinadas. Como exercerão e justificarão essa liberdade decisória?
    http://oglobo.globo.com/brasil/artig...giado-18885420

  9. #9
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,019

    Lula assumirá Covil Civil

    Alvo da Lava Jato, ex-presidente retorna ao Planalto como ministro de Dilma; Jaques Wagner será chefe de gabinete da presidente.



    DÉBORA ÁLVARES
    RANIER BRAGON
    GUSTAVO URIBE
    VALDO CRUZ
    DE BRASÍLIA
    16/03/2016 11h35 - Atualizado às 12h06

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aceitou nesta quarta-feira (16) o convite da presidente Dilma Rousseff e assumirá a Casa Civil.

    O acerto foi fechado em reunião no Palácio da Alvorada, que teve as presenças também dos ministros Nelson Barbosa (Fazenda) e Jaques Wagner, que deixará o comando da Casa Civil e será chefe de gabinete de Dilma. Com isso, o petista comandará o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, chamado de Conselhão.

    Na tentativa de convencer seu antecessor a assumir um ministério, a presidente Dilma Rousseff se reuniu na manhã desta quarta-feira (16) com o seu antecessor, em um esforço que é considerado a última cartada da petista para evitar a abertura do processo de impeachment.

    Na noite da terça-feira (15), após mais de quatro horas de jantar, o petista havia pedido à presidente mais tempo para analisar o convite.

    Para assumir um ministério, o petista impôs como condição autonomia na articulação política com a base aliada e mudanças na política econômica para garantir a retomada do crescimento.

    Esta última condição preocupa não só o mercado como interlocutores do ex-presidente no empresariado, pelo receio de demandar medidas como venda de reservas internacionais, queda forçada dos juros e liberação de mais crédito na economia.

    Segundo petistas e integrantes do governo, sua nomeação poderá ser acompanhada da entrada de um time no governo Dilma.

    Entre os nomes que Lula gostaria de levar para o governo está o de Celso Amorim para Relações Exteriores. Não está descartada a substituição de Aloizio Mercadante, na Educação. Outros nomes, como o de Ciro Gomes, são ventilados por petistas.

    As mudanças na condução da política econômica podem provocar a saída do presidente do Banco Central, Alexandre Tombini.

    Segundo a Folha apurou, Tombini tem dito a interlocutores que não ficará no comando do banco se o governo optar por uma guinada na política econômica, que passaria por uma redução forçada na taxa de juros e venda de parte das reservas internacionais.

    Por outro lado, dentro do Palácio do Planalto há insatisfação em relação a Alexandre Tombini, que não estaria, na avaliação palaciana, adotando os remédios mais corretos neste momento para evitar uma recessão profunda no país.

    LAVA JATO

    Uma guinada na condução política do país justificaria sua presença na Esplanada dos Ministérios e afastaria a tese de que só pretenda escapar da prisão. Investigado na Operação Lava Jato, Lula, sendo ministro, terá foro privilegiado e sua prisão teria que ser autorizada pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

    A decretação de prisões cautelares é mais fácil na primeira instância.

    É provável que os filhos do ex-presidente, que também são alvos do Ministério Público Federal, continuem com suas investigações a cargo da Justiça de primeira instância, a exemplo do que ficou decidido nesta terça sobre os casos da mulher e filha do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

    Réu na Lava Jato, Cunha tem foro privilegiado e é julgado no STF. As apurações sobre contas no exterior ligadas a jornalista Claudia Cruz e a Danielle Dytz da Cunha, mulher e filha do deputado, serão enviadas ao juiz Sergio Moro, responsável pela Lava Jato no Paraná.
    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2...es-do-pt.shtml

  10. #10
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    15,019

    15:15:25 GMT - Real-time Data



    Name Price Chg. Chg. %
    US Dollar Index 97.02 +0.39 +0.40%
    EUR/USD 1.1065 -0.0043 -0.39%
    EUR/BRL 4.2246 +0.0398 +0.95%
    USD/BRL 3.8185 +0.0516 +1.37%

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •