Página 1 de 3 123 ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 29
  1. #1
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    17,360

    Dolar abaixo de R$ 3,30




    Oferta por tempo limitado

    Nos últimos 516 anos, o final de Dezembro é a época do ano em que o dolar fraqueja no Brasil ... antes de disparar em janeiro.

  2. #2
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Jul 2011
    Posts
    1,156
    Mesmo considerando essa disponibilidade gerada pelo mês, é incrível que esteja baixando com tanta notícia ruim para a economia como a falta de austeridade para os gastos de governos estaduais.

  3. #3
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    17,360
    22/12 15:33

    Cartão BB VISA

    US$ 1 = R$ 3,3630 (+IOF)


    Investing.com

    3.3096 -0.0178 -0.54%
    17:41:30 GMT - Real-time Data.
    Última edição por 5ms; 22-12-2016 às 14:42.

  4. #4
    Quero ser Guru
    Data de Ingresso
    Dec 2014
    Posts
    54
    Quanto vocês acham que estará em 1 de abril de 2017?
    http://www.rota53.com.br - Controle de Acesso, Bloqueio de Sites e auditoria de navegação na Internet<br>

  5. #5
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    17,360
    R$ 1 = us$ 3,3630

  6. #6
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    17,360

    Dólar tem quarta queda seguida e fecha a R$ 3,301

    Ana Paula Ribeiro
    22/12/2016 18:55

    A entrada de recursos no país contribuiu para a queda do dólar comercial nesta quinta-feira. A moeda americana encerrou os negócios cotada a R$ 3,301, um recuo de 0,91% ante o real, o quarto consecutivo. Já a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) ficou no terreno negativo durante quase todo o pregão. O Ibovespa recuou 0,67%, aos 57.225 pontos - na mínima, caiu mais de 1% com a divulgação de dados mais fortes da economia americana.

    O volume de negócios nos mercados financeiros está baixo devido à proximidade dos feriados de final de ano. Com isso, qualquer fluxo de entrada ou saída de recursos acaba “fazendo preço” no dólar.

    — O fluxo positivo persistente de divisas e a ausência de notícias que pudessem impulsionar a moeda norte-americana respaldaram esse movimento. No final da manhã, a divulgação de indicadores dos Estados Unidos trouxe volatilidade aos ativos, porém não sendo capaz de alterar a trajetória do mercado de câmbio doméstico — disse Ricardo Gomes da Silva Filho, superintendente da Correparti Corretora de Câmbio.

    Os investidores repercutiram a divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos no terceiro trimestre. O dado foi revisado de 3,2% para 3,5% de crescimento anualizado - o número ficou um pouco acima das estimativas dos analistas, que era uma revisão para 3,3%. Com a atividade mais forte, cresce a expectativa de uma aceleração na alta dos juros pelo Federal Reserve (Fed, o bc americano), o que tem potencial para retirar recursos dos países emergentes, uma vez que os títulos do Tesouro americano pagarão rendimentos melhores e são considerados os ativos mais seguros do mundo.

    No exterior, próximo ao horário de encerramento dos negócios no Brasil, o “dollar index”, calculado pela Bloomberg, registrava alta de 0,09%.

    BOLSA EM QUEDA

    A volatilidade na Bolsa foi maior após a divulgação dos dados do PIB americano. Internamente, o destaque foi o relatório de inflação divulgado pelo Banco Central, que vê a inflação em 6,5% neste ano, ou seja, dentro da meta, que é de 4,5% do IPCA com margem de dois pontos percentuais para cima ou para baixo.

    — O relatório de inflação frustrou um pouco. Mostrou a redução da projeção de inflação, mas com o Banco Central ainda cauteloso. E mesmo que ocorram notícias relevantes nesses dias, a liquidez está muito menor pelo final do ano. A sensibilidade às notícias fica menor porque a exposição dos investidores está muito baixa — avaliou Raphael Figueredo, analista da Clear Corretora.

    Na Bolsa , todas as ações mais negociadas operaram em queda. As perdas são lideradas pelos papéis da Vale. Os preferenciais (PNs, sem direito a voto) recuaram 5,18% e os ordinários (ON, com direito a voto) tiveram desvalorização de 4,15%, reflexo da queda do minério de ferro na China, que caiu 4% durante a madrugada.

    As ações da Petrobras também registram queda. As PNs caíram 2,30%, cotadas a R$ 14,01, e as ordinárias recuaram 1,20%, a R$ 16,35.

    O setor bancário, de maior peso na composição do PIB, também fechou em queda, com exceção do Itaú que conseguiu se recuperar no final dos negócios e teve alta de 0,81%. As ações do Bradesco registraram variação negativa de 0,55% e as do Banco do Brasil caíram 0,95%.

    Já as ações do setor de educação lideraram as altas. Kroton e Estácio de Sá avançaram, respectivamente, 4,55% e 3,93%.

    http://oglobo.globo.com/economia/neg...-3301-20681863

  7. #7
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    17,360







  8. #8
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    17,360

  9. #9
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Jul 2011
    Posts
    1,156
    Citação Postado originalmente por pierre3L Ver Post
    Quanto vocês acham que estará em 1 de abril de 2017?
    http://www2.bmf.com.br/pages/portal/...Mercadoria=DOL

  10. #10
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    17,360
    Cartão BB VISA 23/12 20:10

    € 1 = R$ 3,530 (+IOF)

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •