Página 1 de 3 123 ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 23
  1. #1
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    17,239

    Dolar abaixo de R$ 3,10












    Name Price Chg. Chg. %
    EUR/USD 1.0720 -0.0063 -0.58%
    EUR/BRL 3.3427 -0.0200 -0.59%
    USD/BRL 3.1179 +0.0005 +0.02%

  2. #2
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    17,239

    Dólar recua 18% em um ano




    Ana Paula Ribeiro
    06/02/2017

    ...

    Na semana passada, o dólar bateu os R$ 3,10 por duas vezes. Na sexta, a cotação era de R$ 3,124, o que representa uma queda de 4,6% no acumulado do ano.

    ...

    O boletim Focus, do Banco Central, mostra que, em média, os economistas preveem que o dólar chegará a R$ 3,40 no final do ano.

    http://oglobo.globo.com/economia/dol...mpras-20878976

  3. #3
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    17,239

    Dólar cai e volta a testar R$ 3,10, de olho em exterior e BC

    José de Castro
    06/02/2017

    O dólar cai ante o real na manhã desta segunda-feira, com investidores fazendo ajustes depois do movimento dos últimos dias e à espera de eventos nesta semana.

    O dólar recua depois de, na sexta-feira, ter evitado queda contra o real, mostrando um desempenho mais forte aqui do que no exterior. Analistas citaram na semana passada forte influência da intervenção verbal do Banco Central, que lembrou poder fazer rolagem parcial de swaps. As declarações do presidente do BC, Ilan Goldfajn, desestimularam investidores a testar mais fortemente o suporte de R$ 3,10, que foi mantido.

    Dados da China também dão suporte ao câmbio. Embora tenha desacelerado, o ritmo de crescimento do setor de serviços chinês continuou firme em janeiro, com as companhias reportando sólido crescimento nas encomendas, de acordo com o PMI calculado pelo Markit/Caixin.

    Às 9h56, o dólar comercial caía 0,36%, a R$ 3,1113, depois de testar R$ 3,1073 na mínima. O dólar para março recuava 0,26%, a R$ 3,1285.


    http://www.valor.com.br/financas/485...-exterior-e-bc

    Silvia Rosa
    03/02/2017 às 17h44

    Dólar fecha em leve alta com mercado de olho em atuação do BC

    O dólar fechou em ligeira alta frente ao real, descolando do movimento de queda no exterior. Investidores evitaram aumentar as posições vendidas na moeda americana diante da possibilidade do Banco Central voltar a intervir no câmbio, aproveitando o enfraquecimento recente do dólar para reduzir o estoque de contratos de swap cambial tradicional, que hoje soma US$ 26,5 bilhões.

    ...

    A aproximação do dólar do patamar de R$ 3,10 aumenta a discussão no mercado sobre a possibilidade de um aumento da intervenção do BC no mercado de câmbio.

    Na terça-feira o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, afirmou que o BC pode voltar a reduzir o estoque de swaps cambiais tradicionais que hoje soma US$ 25,528 bilhões.

    Em março vence um lote de US$ 6,954 bilhões nesses contratos, mas o BC ainda não anunciou que fará a rolagem desses derivativos. Se deixar vencer, a operação equivalerá a uma retirada de dólar do mercado futuro desse valor. “Esse banco central não parece que vai agir de olho nesses patamares”, afirma Ignacio Crespo, economista da Guide Investimentos.

    Analistas veem a possibilidade do BC inclusive voltar com as ofertas de swap cambial reverso, que equivalem a uma compra de dólar no mercado futuro, se o dólar se mantiver em queda.

    ...

    http://www.valor.com.br/financas/485...-atuacao-do-bc
    Última edição por 5ms; 06-02-2017 às 10:42.

  4. #4
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    17,239

    S&P: Vai demorar para Brasil retomar grau de investimento

    06/02/2017 às 16h21

    Responsável pela avaliação da economia brasileira na agência de classificação de riscos Standard & Poor’s (S&P), Lisa Schineller afirmou, durante debate na Universidade de Columbia, que vai levar tempo para o país retomar o grau de investimento perdido em setembro de 2015.

    Vai demorar vários anos e o país terá múltiplas tarefas”, avaliou Lisa, diretora de ratings soberanos da agência.

    Segundo ela, a dinâmica da economia levou a nota do Brasil para baixo. Houve uma recessão longa e o processo de impeachment, exemplificou.

    Agora, de acordo com Lisa, é preciso avançar na agenda de reformas. “Politicamente, precisamos que o governo leve a agenda de reformas para o Congresso”, disse.

    A diretora da S&P advertiu que a reversão de expectativas dos investidores sobre o país se dará com o decorrer do tempo. Nesse ponto, Lisa destacou que as mudanças que serão implementadas no país para melhorar os prognósticos só terão efeitos para depois das eleições de 2018.

    “A mudança de expectativas é algo que vem com o tempo”, ressaltou. “A (memória da) alta inflação e a marca de indexação ainda existem no Brasil. Estão em diferentes níveis”, lembrou.

    LIsa enfatizou ainda que a Operação Lava-Jato faz parte de um processo de aperfeiçoamento das instituições brasileiras que está sendo observado internacionalmente. Mais cedo, o debate em Columbia contou com o juiz Sergio Moro.

    http://www.valor.com.br/financas/486...ento-afirma-sp

  5. #5
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    17,239

    19:43:45 GMT - Real-time Data

    Name Price Chg. Chg. %
    EUR/USD 1.0751 -0.0032 -0.30%
    EUR/BRL 3.3523 -0.0104 -0.31%
    USD/BRL 3.1188 +0.0014 +0.04%

  6. #6
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Jul 2011
    Posts
    1,152
    Previsão dos compradores e vendedores de contrato de dólar futuro:
    http://www2.bmf.com.br/pages/portal/...Mercadoria=DOL

    Outubro 2017: R$ 3,28
    Janeiro 2018: R$3,35

  7. #7
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    17,239

    13:10:24 GMT - Real-time Data







    Name Price Chg. Chg. %
    EUR/USD 1.0673 -0.0075 -0.70%
    EUR/BRL 3.3406 -0.0094 -0.28%
    USD/BRL 3.1268 +0.0111 +0.36%



    07/02/2017 às 08h24
    IGP-DI desacelera em janeiro, aponta FGV

    A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) desacelerou para 0,43% em janeiro, de 0,83% em dezembro, influenciada pela queda mais acentuada dos preços agropecuários no atacado e pela desaceleração da alta dos itens industriais, informa a Fundação Getulio Vargas (FGV).

    A taxa é a menor para o mês desde 2014, quando o índice subiu 0,40%. E também ficou bem abaixo das expectativas do mercado. O relatório Focus, do Banco Central, divulgado ontem, mostrava expectativa de alta de 0,61% para o IGP-DI de janeiro. No mesmo período do ano passado, a variação do indicador foi de 1,53%. Em 12 meses, o IGP-DI acumula alta de 6,02%.

    No atacado, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) - que tem peso de 60% nos IGPs - subiu 0,34%, em janeiro, de 1,10% em dezembro. O IPA de produtos agropecuários aprofundou a queda de 1,16% em dezembro para 2,05% em janeiro. O IPA de produtos industriais saiu de alta de 1,98% para 1,25% no período.

    Na separação por estágios de produção, os bens finais saíram de alta de 0,24% para queda de 0,61%, puxado pelo subgrupo alimentos in natura, que saiu de queda de 1,91% para recuo de 7,35%. Os bens intermediários subiram 1,47% em janeiro, de 1,11% em dezembro, influenciado pelos combustíveis e lubrificantes para a produção, que subiram de 3,94% para 6,76%. No estágio das matérias-primas a alta de 2,08% em dezembro, passou para 0,24% em janeiro, graças à desaceleração do minério de ferro (18,78% para 7,27%), soja em grão (-0,27% para -4,30%) e aves (-1,06% para -6,78%).

    No varejo, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou variação acelerou a 0,69%, em janeiro, ante 0,33% no mês anterior. Quatro das oito classes de despesa do índice subiram. A maior contribuição partiu do grupo Educação, Leitura e Recreação (0,95% para 4,15%), em que cursos formais saíram de estabilidade para alta de 9,80%.

    Também subiram Habitação (-0,67% para 0,29%), Transportes (0,78% para 0,82%) e Comunicação (0,25% para 0,47%), puxados por tarifa de eletricidade residencial (-5,87% para -0,54%), tarifa de ônibus urbano (0,04% para 2,69%) e tarifa de telefone móvel (0,03% para 1,18%), respectivamente.

    Em contrapartida, Saúde e Cuidados Pessoais (0,71% para 0,35%), Vestuário (0,73% para -0,27%), Despesas Diversas (1,50% para 0,39%) e Alimentação (0,44% para 0,39%) tiveram taxas menores, graças a artigos de higiene e cuidado pessoal (0,94% para -0,53%), roupas (0,95% para -0,64%), cigarros (3,31% para 0,00%) e frutas (4,06% para 2,59%), respectivamente.

    Por fim, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou em janeiro alta de 0,41%, acima do resultado do mês anterior, de 0,35%. O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços subiu 0,57%, de 0,12%. O índice que representa o custo da Mão de Obra subiu 0,28%. No mês anterior, este índice variou 0,54%.

    http://www.valor.com.br/brasil/48610...iro-aponta-fgv

  8. #8
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    17,239
    O Globo
    07/02/2017

    A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) segue em alta nesta terça-feira. Às 11h15m, o índice Ibovespa, que reúne as principais empresas da Bolsa, subia 0,96%, aos 64.608 pontos. Após divulgar balanço de 2016 nesta manhã, as ações preferenciais do Itaú Unibanco são a segunda maior alta do índice: 1,07%, a R$ 39,07. Já o dólar operava, às 11h15m, perto da estabilidade, com leve alta de 0,03%, para R$ 3,127, em sintonia com o mercado externo em meio a um ambiente de maior aversão ao risco devido às tensões sobre as eleições na França e na Alemanha. A expectativa de ingresso de recursos externos, no entanto, continha a valorização da moeda.

    ...

    A expectativa de ingresso de recursos externos no Brasil tem mantido uma pressão de baixa sobre o dólar. Nesta segunda-feira, a mineradora Vale reabriu seu bônus 2026, no valor de US$ 1 bilhão. Várias empresas vêm captando recursos neste começo de ano, favorecendo a trajetória de baixa do dólar ante o real.

    ...

    http://oglobo.globo.com/economia/dol...manha-20885644

  9. #9
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    17,239








  10. #10
    WHT-BR Top Member
    Data de Ingresso
    Dec 2010
    Posts
    17,239
    "Com o dólar acumulando uma queda de 0,92% no mês, o Banco Central não anunciou a rolagem do lote de quase US$ 7 bilhões em contratos de swap cambial tradicional que vence em março. Com a moeda americana próxima do patamar de R$ 3,10, os investidores acreditam a autoridade monetária pode deixar vencer parte ou a totalidade dos contratos."

    http://www.valor.com.br/financas/486...-para-o-brasil

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •