Para melhorar a aparência da pele com o Photoshop na foto de uma pessoa, deve ser entendido que, temos de "compensar" a pele para conseguir um bom resultado. Há vários métodos e estes podem ser completamente diferentes, mas essencialmente, tentamos fazer com que a pele fique lisa até um nível mais elevado e mesclá-lo corretamente com a mesclagem de camadas, ou tomamos uma amostra de pele sem defeitos e "copiamos" em todo o resto do rosto.

No primeiro caso, para torná-la lisa e remover imperfeições da pele podemos duplicar a camada, borrar para esconder as falhas e, em seguida, mesclar com a camada subjacente, para dar os detalhes necessários para fazer face mais realista. Na verdade, se não for feita essa incorporação, a pele é, certamente, irreal, quase como a de um plástico "alienígena" ou como chamamos em agências de publicidade "pele de boneca". Assim sendo, devemos trabalhar com atenção e bom senso.

O segundo caso, no entanto, permite-nos explorar um pedaço de pele com poucos defeitos e, em seguida, duplicar no rosto essa propriedade. Normalmente, a melhor parte é a da maçã do rosto que normalmente é sem furos e sem defeitos aparentes. Este método também permite remover qualquer vestígio de fotos barba masculina.

Vamos ver quais são os passos necessários para esse tratamento. Usaremos a combinação dos dois métodos descritos acima.

1º. Procure fotos onde você pode ver as falhas (presença de algumas espinhas pequenas e abertura excessiva dos poros da pele) que tornem possível a manipulação com este tutorial;

2º. Primeiro vamos duplicar a camada com Layer> Duplicate Layer. Na nova camada criada aplicando-se um Blur (Filter>Blur>Box Blur): na foto que utilizei, apliquei o Blur de 8 px, mas isso pode variar dependendo de como a foto é porosa ou quantas falhas da pele que estamos tentando mudar;

3º. Como você pode ver, o efeito aplicado faz com que tudo fique muito bom, escondendo as falhas, mas obviamente não pode ser assim, porque tudo está sem qualquer detalhe. Para fazer a sua foto "realista" ter um nível aceitável de detalhe, devemos aplicar uma nova camada à mistura. Neste caso foi utilizado o comando Ctrl+J e o aplicamos nessa nova Layer o Blending "Screen";

4º. Podemos perceber que o resultado passa ter mais luz e esconder alguns dos defeitos da pele, como os poros abertos e muito poucos pontos;

A melhoria pode ser feita duplicando a camada que você criou (com Blur) e aplicar um filtro "Median" (Filter> Noise> Median, na foto que utilizei, com valor de 20 px). Depois de aplicar este efeito, você deve definir o modo de mistura como "Screen" novamente. A maioria dos defeitos terão desaparecido e a imagem ficará com mais brilho. Por outro lado, você pode provavelmente ver um efeito que pode ser definido como "aceitável" em alguns casos e em outros, pode ser desnecessária ou mesmo indesejável;

Se o efeito aplicado estiver demasiadamente "forte", você pode parar na etapa anterior e começar a trabalhar com o "Healing Brush" para remover os defeitos das manchas e espinhas pequenas.

1º. Primeiro, com o Healing Brush marque a amostra de um pedaço de pele sem defeitos ou que tenha o menor número de problemas: basta clicar sobre o pedaço de pele escolhida segurando a tecla "Alt";

2º. Agora clique sobre os pontos que pretende alterar. Este método é o mais trabalhoso, porém dará a sensação de uma textura de pele mais natural.

Finalmente, observando os vários métodos que você utilizou, veja a comparação entre a pele inicial e a que você acabou de obter.

Obviamente, quando se trabalha com várias layers, pode haver confusão. O segredo para evitar isso é nomear cada uma delas com o que está sendo feito. Caso aja algum erro durante o processo, tenha em mente que você pode remover a camada duplicada. Então sempre separe cada alteração em Layers.
Bom trabalho e treine muito.