A Ásia é a região do mundo com o maior número de usuários de Internet no mundo, respondendo por 41,2% do total de usuários, segundo Brian Jurutka, da comScore, que apresentou nesta segunda, 9, o estudo "The State of the internet" no CES 2012, que acontece em Las Vegas.

Para a ComScore, o interessante é notar como os EUA estão perdendo espaço na demografia mundial da Internet, ainda que sejam importantes em termos de minutos de uso.

A América do Norte tem 14,8% dos usuários mundiais. Os EUA, que em 1996 tinham 66% de todos os usuários do mundo, representam hoje 13% do total. A América Latina aparece empatada com o Oriente Médio, com 8,7% dos usuários globais. Só em 2011 o número global de usuários da Internet cresceu 10%.

O site com maior visitação é o Google. Os EUA respondem por apenas 16% do tráfego do site de buscas. “Para os dez maiores sites da Internet, a maioria do tráfego vem de fora dos EUA”, relata Jurutka. “Só a China tem 70% mais usuários que os EUA”, completa.

O Brasil está entre os países que mais cresceram na internet em 2011, com 18% de aumento no número de usuários, ficando atrás apenas do México, com 22%, e da China, com 19%, e seguido pela Rússia, com 14%. Nos EUA o crescimento foi de apenas 0,8%.

Em número de horas médias semanais online por usuário, o campeão é o Canadá, com 42,3 horas, seguido dos EUA, com 39 horas. O Brasil é o 11º, com 26,9 horas. Embora o consumo de vídeo responda pela maior parte deste tempo, individualmente o site que mais concentra horas de acesso é o Facebook. Nos EUA, os usuários passam um sexto de seu tempo online nesta rede social, um crescimento de 57% no último ano.

E-commerce
Jurutke também deu números sobre o comércio online nos EUA. Foram transacionados US$ 255 bilhões em 2011, dos quais US$ 95 bilhões em serviços de viagem. O e-commerce já responde por 10% do total de dólares gastos nos EUA. Para alguns produtos, este número é mais impressionante: um terço dos computadores é comprado online, conta o executivo.

fonte: Internet: EUA perdem espa